Quarta, 06 Fevereiro 2019 - 19:09

Pacientes do ambulatório de ortopedia estão tendo consultas remarcadas

Pacientes do ambulatório de ortopedia estão tendo consultas remarcadas

A reestruturação do atendimento ambulatorial de ortopedia da rede pública de saúde começa a ser implantada e garantirá consultas em todos os dias da semana. Os pacientes estão sendo remanejados pela Central de Regulação para o Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE), o ambulatório do Hospital Alcides Carneiro e para a clínica contratada emergencialmente, Traumacenter. A estratégia para garantir a realização das consultas de ortopedia foi apresentada em reunião na Câmara Municipal, nesta quarta-feira (06.02).

Alguns pacientes já começaram a ser chamados para consultas, retomadas desde a última segunda-feira (04.02) pela clínica contratada. Nesta quarta-feira (06.02) a Secretaria de Saúde trabalhou para a definição da carga horária dos profissionais nas unidades do município. No HAC as consultas serão realizadas todas as manhãs, as segundas, terças, quintas e sextas-feiras; no HMNSE, os pacientes serão remanejados para atendimentos, pela manhã e tarde, as segundas, terças, quintas e sextas-feiras. As quartas-feiras as consultas serão realizadas apenas na parte da manhã.

Todos os pacientes que estavam com consulta marcada no HMNSE serão remanejados. A Secretaria de Saúde orienta que todos aguardem o contato da Central de Regulação informando sobre o novo dia do atendimento. Mesmo as consultas futuras sofrerão alterações, tendo em vista que o quadro de médicos foi alterado.  Quem não for contatado com o reagendamento deve buscar orientações na Central de Regulação, que funciona na Rua D. Pedro, 214.

No total serão cobertos horários de oito médicos ambulatoriais nas duas unidades do município. Serão cumpridas 660 consultas na semana, 2.838 ao mês. A estrutura de atendimento com a nova rede de ortopedia no município garante um maior número de consultas por mês. Antes da reformulação, eram realizadas cerca de 1.900 consultas ao mês no ambulatório do HMNSE, que concentrava o atendimento de ortopedia na cidade. 

Durante a reunião na Câmara Municipal a secretária de Saúde esclareceu as dúvidas de vereadores e do representante do Cremerj, Guilherme Toledo, sobre os motivos que levaram as mudanças no atendimento do HMNSE.

“A partir de uma auditoria interna identificamos que as cargas horárias não estavam sendo cumpridas. Que ortopedistas estavam sendo pagos para cumprir plantões de 24 horas no atendimento ambulatorial, o que não acontece”, frisou a secretária, que apresentou documentos que comprovavam a carga horária trabalhada de alguns médicos. “Tínhamos médicos recebendo plantões, mas só cumpriam oito horas de trabalho por mês”, reforça.

Notícias por data

« Julho 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP