Imprimir esta página
Quarta, 03 Abril 2019 - 18:40

Educação: prefeitura libera mais 400 enquadramentos por tempo de serviço e início dos enquadramentos por formação

1400 servidores já tiveram os quinquênios incorporados aos salários

Poder público também estuda abono para auxiliares de serviços gerais e zeladores

A prefeitura anunciou a liberação do enquadramento por tempo de serviço – quinquênio – para mais 400 servidores da Educação, além do início do enquadramento por formação: 31 profissionais já terão o abono por formação incorporados e liberados nesse mês. Os enquadramentos podem significar um aumento real entre 10% e 35% - até R$ 400,00 - no salário dependendo da situação do servidor. Alguns terão o quinquênio incorporado aos salários; outros o enquadramento por formação e, em alguns casos, o servidor terá os dois enquadramentos somados ao vencimento.

 Uma outra boa notícia foi dada para o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) durante uma reunião realizada nessa quarta-feira (03.04) na prefeitura: o poder público vai criar um abono por insalubridade para os servidores que atuam como auxiliar de serviços gerais nas escolas.

Com a liberação de mais 400 enquadramentos por tempo de serviço – quinquênio – já são 1.400 servidores que tiveram a progressão adicionadas aos vencimentos..Os enquadramentos por formação também começarão a ser liberados nesse mês de abril.

“Os enquadramentos devem ser comemorados porque representam um aumento real nos salários e esses enquadramentos estavam congelados há seis anos. O governo está cumprindo com o que foi firmado com a categoria que é dar continuidade ao pagamento dos quinquênios e também está garantindo os enquadramentos por formação”, disse Rose da Silveira, presidente do Sepe.

Enquadramentos: ganho real nos salários

Se o profissional da Educação tiver ambos os benefícios -  enquadramento por tempo de serviço e o enquadramento por tempo de formação liberados - o aumento real no salário desse servidor poder chegar até 35%, em alguns casos.

Na prática, levando em consideração o caso de um professor de educação básica que está na rede há 15 anos, o aumento no salário pode ser de 35% - o profissional entrou na rede recebendo R$ 1.763,05 - após 15 anos e recebendo o enquadramento por tempo de serviço - quinquênio - ele passa a receber R$ 1.943,76 (aumento de 180 reais). Se esse professor também recebe o enquadramento por formação (fez cursos e se especializou) ele recebe um aumento de R$ 450 e o salário passa a ser de R$ 2.394,71. Ao levar em consideração o salário inicial desse profissional e o aporte de R$ 630 recebido juntando os dois enquadramentos, o aumento real no salário desse servidor é de 35.82% .

Abono para zeladores e auxiliares de serviços gerais

Durante a reunião, o poder público anunciou também que será criado um abono para os profissionais que atuam como auxiliar de serviços gerais nas unidades escolares. O levantamento do impacto financeiro desse abono ainda está sendo feito pelo poder público, que também está avaliando a porcentagem do abono e de que forma será feita a incorporação ao salário dos servidores que atuam na função.

O levantamento do impacto financeiro desse abono ainda está sendo feito pelo poder público, que também está avaliando a porcentagem do abono e de que forma será feita a incorporação ao salário dos servidores que atuam na função.

Itens relacionados por tópico