Moradores devem enviar uma mensagem para o número da Defesa Civil para se cadastrar

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias disponibilizou um canal via WhatsApp para alertar sobre a possibilidade de chuvas fortes no município. O morador deve enviar uma mensagem para a Defesa Civil e cadastrar seu número para receber os avisos e também a previsão do tempo diária. O número de contato é o (24) 98863-5497. A novidade foi apresentada nesta terça-feira (16.02) em uma reunião na Sala de Cooperação da DC.

O número será usado para receber alertas. Os pedidos de vistoria, de informações e de aviso de perigo devem continuar sendo feitas pelo telefone 199.

 O número do WhatsApp da Defesa Civil funciona apenas para os alertas e a previsão de chuvas. Os moradores que desejarem solicitar vistorias, informações, ou relatar alguma ocorrência, devem ligar para o 199 e cadastrar o pedido. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, reforça que a população deve enviar uma mensagem para o número e se cadastrar.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve continuar ligando para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Monitoramento de rios e previsão do tempo

A Defesa Civil mantém contato direto com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e com os principais órgãos de pesquisa monitorando a previsão meteorológica para a cidade. O acompanhamento dos níveis dos rios acontece em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Locais como a Coronel Veiga são monitorados constantemente e podem ter o trânsito fechado para garantir que não haja circulação de veículos em caso de alagamentos.

Quarta, 13 Fevereiro 2019 18:26

UBS da Posse está com 70% da obra concluída

A expectativa é que a unidade esteja pronta no próximo mês

A obras da Unidade Básica de Saúde (UBS) da Posse já estão na reta final. Com 70% de obra concluída, a expectativa é que em dois meses a unidade esteja toda pronta. O serviço está na fase dos acabamentos, com instalação de louças, pisos, bancadas e luminárias. A UBS da Posse irá beneficiar 12 mil moradores, e é um investimento de R$ 1 milhão com repasse de R$ 200 mil pelo Ministério da Saúde, construída pela empresa RR Fênix.

Os moradores da região poderão contar com um espaço novo, com três consultórios para atendimento geral, três consultórios ginecológicos, três consultórios odontológicos, sala de procedimentos, sala de vacinas, farmácia, recepção, banheiros (incluindo um adaptado para pessoas com deficiência), além de cômodos para os funcionários, como sala de reuniões, cozinha, copa, banheiro para funcionários, arquivo, expurgo e lixeira para resíduo comum e para resíduo hospitalar.

Desde que a obra foi retomada, no segundo semestre do ano passado, toda parte de alvenaria está pronta, pintura das salas finalizadas e foi feita uma limpeza por toda a área. A parte elétrica já está praticamente pronta e por último será instalado o ar condicionado entre outros acabamentos como medidores de luz e luminárias.

Escola de Itaipava atende 85 alunos

Salas pintadas e uma quadra de esportes com cara nova. Essas foram as melhorias realizadas no início do ano letivo na EM Darcy Corrêa da Veiga, em Itaipava. Todo o espaço foi preparado pela equipe da escola que já prepara uma programação diferenciada para o ano letivo: como o retorno do plantio na horta e atividades culturais no Cantinho da Leitura. Inaugurada em 2002, a escola não recebia melhorias desde 2011.

A EM Darcy Corrêa da Veiga atende 85 alunos matriculados do 4º período da educação infantil até o 5º ano do ensino fundamental. Na escola os alunos participam de atividades esportivas, por isso, a pintura da quadra foi reforçada. "Ficou mais bonito e alegre o ambiente. As crianças ficaram muito felizes quando chegaram na escola e viram a quadra renovada. Também colocamos iluminação no espaço e ficou excelente", contou a diretora Adriana Theobald de Oliveira.

Com a escola de visual novo, a equipe já está preparando uma programação especial para o ano letivo. "Vamos realizar atividades esportivas e também dar continuidade ao projeto da horta, um xodó dos alunos. Eles plantam e colhem alface e temperos. Uma atividade divertida e que desperta a atenção para o cuidado com o meio ambiente", disse a diretora.

Revitalizações terão continuidade ao longo do ano

Desde 2017, já foram realizadas revitalizações em 81 escolas e CEIs. As reformas nas unidades educacionais da rede compreendem desde a reforma do telhado até a pintura dos espaços, adaptações em banheiros para atendimento da educação infantil e reforma de cozinhas.

Apesar da chuva constante no município, não houve a necessidade de acionamento de nenhum equipamento

Principal sistema de alerta do município, as sirenes são acionadas pela Defesa Civil seguindo critérios técnicos, de acordo com a quantidade de chuva em cada bairro. Em Petrópolis são 20 conjuntos - todos funcionando perfeitamente – espalhado por 12 bairros. Os equipamentos podem ser ligados de duas maneiras: remota – que pode ser através do computador ou celular - ou manual - feita por um funcionário da Defesa Civil ou pelos responsáveis pelo ponto de apoio que tem uma cópia da chave. Nesta madrugada (13.02) não houve a necessidade de acionamento das sirenes: foram 76 milímetros de chuva em um período de 24h no Independência. A Defesa Civil continua de plantão permanente, pois a previsão é de mais chuva no município até, pelo menos, o próximo sábado (16.02).

Os agentes acompanham o acumulado de água no solo em seis períodos: 15 minutos, uma hora, quatro, 24, 96 horas e 30 dias. Para as sirenes serem acionadas, os índices de chuva precisam atingir níveis críticos. O sistema de alerta usa três sinais sonoros. O primeiro é uma mensagem preventiva. Com a chuva forte, o segundo sinal é de mobilização para que os moradores procurem locais seguros ou pontos de apoio. Quando a chuva melhora e não há mais risco para os moradores, soa a terceira sirene para desmobilização.

Caso a sirene seja acionada, os moradores devem seguir para o ponto de apoio do bairro. São 15 cadastrados pela prefeitura. Cada local de abrigo oferecido conta com três pessoas voluntárias que podem fazer a acionamento caso seja necessário. Caso a necessidade seja extrema, a população também pode procurar por uma escola ou Igreja.

A Defesa Civil mantém contato direto com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) e com os principais órgãos de pesquisa monitorando a previsão meteorológica para a cidade. O acompanhamento dos níveis dos rios acontece em conjunto com o Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Locais como a Coronel Veiga são monitorados constantemente e podem ter o trânsito fechado para garantir que não haja circulação de veículos em caso de alagamentos.

Serão 30 empresas que irão receber o selo pelo período de um ano

Selo atesta compromisso do estabelecimento com o consumidor

O Procon vai premiar empresas que se destacarem no quesito relações de consumo. O Selo de Excelência Procon será disponibilizado anualmente a 30 empresas dos mais diversos setores que passarem por uma série de requisitos preestabelecido pelo órgão de defesa do consumidor. A medida visa dar publicidade às empresas que prestarem serviços de excelência em Petrópolis. A primeira premiação ocorrerá em 2020 e as empresas já podem se inscrever para concorrer ao selo.

Para receber o selo, o Procon, por meio de uma comissão, irá analisar as reclamações e denúncias, índices de resolutividade e tempo de resposta das demandas aos consumidores. Também serão consideradas os elogios, os resultados de fiscalização, adoção de boas práticas de acessibilidade e atendimento prioritário, participação em ações de educação de consumo, entre outros quesitos.

As empresas que receberem o selo poderão utilizar a honraria para material publicitário, porém, deverão garantir a qualidade nas relações de consumo continuamente. Além disso, caso seja relatado problemas que se comprovem verdadeiros, ela poderá ter o selo cassado após análise da comissão responsável pela premiação.

Para participar, a empresa deve mandar um representante ao Procon para fazer a inscrição. Ele deverá informar a razão social, nome fantasia, endereço e segmento de atuação. O prazo vai até 19 de dezembro e o concessão do selo será realizada no mês de março do ano seguinte. O Procon fica na Rua Dr. Moreira da Fonseca, 33, ao lado da Câmara dos Vereadores.

Uma casa foi interditada pelos técnicos da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias na Rua Ceará, no Espírito Santo, em virtude de um deslizamento de terra na manhã de hoje (13.02). A barreira atingiu a garagem do imóvel, que ficou descalçado após a queda da terra.  As equipes também atenderam a queda de um muro na Rua Antônio Noel, na Duarte da Silveira, uma queda de árvore na Rua Washington Luiz, no Centro, além de um pequeno deslizamento na Rua Sebastião Pinho da Silva, no Retiro, que não coloca em risco a residência próxima.

No início da tarde, a Coronel Veiga foi fechada pelas equipes da CPTrans e da Guarda Civil por cerca de 1h na altura do Gulf. O trânsito de veículos foi liberado às 12h15. A Defesa Civil permanece monitorando os níveis dos rios e não destaca novas interdições no local caso o Rio Quitandinha esteja próximo de transbordar. O maior índice acumulado de chuva está no Independência, com 147 milímetros de chuva em 24 horas. No mesmo período, choveu 115 no  Dr. Thouzet.

O tempo vai permanecer instável em Petrópolis ao longo desta semana e com possibilidade de novas pancadas de chuvas a qualquer momento. Os 55 agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias trabalham em estágio de alerta e estão de prontidão para realizarem os atendimentos.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Sirenes do Sistema de Alerta e Alarme

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem tocados. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil. Para o acionamento, é levado em consideração os acumulados recentes - 24 e 96 horas - associados a quantidade de chuva na última hora. Os protocolos são iguais para todos os bairros que apresentam maior risco geológico (primeiro distrito).

Na Estrada do Gentio e no Buraco do Sapo, as sirenes contam com tecnologia de alerta de inundações e de quantidade de chuva simultaneamente. O acionamento acontece quando o Rio Santo Antônio chega em 3 metros e pode ser feito de três maneiras: pela internet, diretamente na sede da Defesa Civil, ou através de um rádio que funciona a uma distância de até um quilômetro – equipamento que fica com os responsáveis pelo Núcleo Comunitário de Defesa Civil (Nudec) de cada região.

Modificações serão encaminhadas para aprovação do IPHAN

O projeto de Requalificação da Rua Paulo Barbosa já está sendo analisado pelo Inepac – Instituto Estadual do Patrimônio Cultural - e será encaminhado para avaliação do IPHAN. A expectativa é de que a obra tenha início até o segundo semestre. A informação foi confirmada durante uma reunião realizada nessa quarta-feira (13.02) com o prefeito Bernardo Rossi e os integrantes do Grupo de Trabalho formado por empresários e representantes do poder público que estão acompanhando o andamento do processo.

A requalificação da Rua Paulo Barbosa é elaborada com o apoio da Prefeitura através de Parceria Pública Privada (PPP). As intervenções serão realizadas em blocos, de acordo com a contrapartida de cada empresário.

O projeto executivo está na fase final. “O trabalho está sendo realizado dentro dos prazos e, a intenção é de início das modificações logo após todas as aprovações”, disse Ana Kyzzy Fachetti, da Encopetro Engenharia, responsável pela elaboração do projeto executivo.

Em março uma reunião será realizada com as concessionárias – água, luz, internet - para apresentação do projeto e também será apresentada em uma assembleia para os representantes dos condomínios da rua.

O projeto engloba calçadas mais largas - aproximadamente 3 metros de largura, os pontos de ônibus terão abrigos e baias para que o veículo não fique na via principal. O estacionamento deverá ser paralelo à calçada e a proposta ainda sugere mais vagas para idosos, além de canteiros, assentos e acessibilidade para que pessoas com alguma limitação física possam ter autonomia para passear pela rua.

“A intenção é de dar uma nova cara para essa parte da cidade tão importante para o comércio e moradores do Centro. Tenho certeza que o resultado será positivo”, afirmou Rodrigo Simão, arquiteto e empresário.

Foram apresentadas propostas para avanços na rede de saúde pública

Em reunião extraordinária realizada nesta terça-feira (12.02) do Conselho Municipal de Saúde (Comsaúde) foram apresentados projetos já em andamento para o aprimoramento dos serviços na área de saúde e planejamento de ações a serem implantadas para a criação de políticas públicas. Na ocasião também foi aprovado o relatório apresentado pela Comissão de Saúde com informações sobre o funcionamento dos serviços oferecidos pela rede pública.

Um dos projetos aprovados foi o do aplicativo SUS Petrópolis que passou a estar disponível também para os dispositivos IOS. A ferramenta que funcionava no sistema Android, possibilita o acesso a informações sobre a rede pública de saúde. A nova formatação permite que um maior número de pessoas acesse o aplicativo. A ferramenta possibilita que o usuário da rede obtenha informações de como funcionam os serviços e o que é oferecido em cada uma das unidades da rede de saúde pública no município.

O presidente do ComSaúde, Rogério Tosta, destaca a importância do instrumento que garante informação e auxilio aos usuários do SUS e a todos os petropolitanos. “Um dos pontos fundamentais é o fato dele ter sido elaborado e realizado pela equipe da Secretaria, não gerando custos extras. Mostra o comprometimento da atual equipe da Secretaria na busca de soluções que atendam aos petropolitanos”, ressalta.

Sobre as propostas apresentadas para o aprimoramento dos serviços da rede pública, o presidente do Conselho, destaca que compromisso dos conselheiros é buscar de uma saúde de qualidade. "Fica claro que o objetivo do Conselho e da Secretaria é mesmo melhorar a qualidade do atendimento para população e ampliar o acesso as informações".

Durante a reunião também foi apresentada a proposta de implantação de políticas públicas, para a proteção e melhoria da qualidade de vida da população da terceira idade. A partir da constatação do crescimento da população idosa, com o aumento da expectativa de vida, a Secretaria de Saúde projeta a criação de ações voltadas para o cuidado do idoso.  Uma delas é a criação do Conselho Municipal do Direito do Idoso. A proposta passará por avaliação do Comsaúde.

Os preparativos para a XVI Conferência Municipal de Saúde também foi assunto na reunião. O evento que será realizado nos dias 29 e 30 de março, pretende mobilizar a população a pensar os serviços de saúde pública oferecidos no município. Todas as discussões promovidas seguirão a linha do evento nacional, que tem o tema “Democracia e Saúde: Saúde como Direito e Consolidação e Financiamento do SUS”.

Os blocos de rua já estão se preparando para os seus desfiles durante o Carnaval. Este ano, bairros como Cascatinha, Mosela, Esperança, São Sebastião, entre outros, vão contar com muita animação durante a folia. Os blocos prometem uma festa para toda a família, sem faltar marchinhas de Carnaval, pagode e samba. Em Nogueira, Corrêas, Posse e Alto da Serra o público ainda vai contar com atrações musicais e animação infantil apoiadas pela prefeitura, com toda a programação gratuita.

A ideia é fazer com que os moradores tenham opções para aproveitar a folia por todos os distritos. No Bairro Esperança, por exemplo, que deve reunir também foliões de outras comunidades, como o Itamarati, o bloco “Tem Ki Ver” já está a todo vapor com os preparativos. “Vamos apresentar marchinhas e samba, é um bloco muito divertido. No ano passado as pessoas adoraram, foi maravilhoso”, explica a presidente do bloco, Maria de Fátima Pereira. O “Tem Ki Ver” sai na segunda-feira de Carnaval, 04 de março, entre 11h e 19h, e percorre a Rua Dr. Borjean.

 Antes mesmo do período da festa, alguns blocos também preparam um esquenta de Carnaval. É o caso do Bloco do Urso, que acontece no domingo que antecede a folia, dia 24 de fevereiro. “Vamos ter diversas atrações, como o grupo Puro Pecado e os DJs Vitor Ventura, Thug e Josué Dias, com pagode, eletrônico, marchinhas de Carnaval”, explicou o presidente do bloco, Luiz Claudio Taboada. O Bloco do Urso acontece na Praça José Ferreira Soares, em frente à antiga Companhia Petropolitana.

Entre os blocos previstos para saírem em Petrópolis ainda estão “Os Intocáveis”, em Nogueira, “Só vai dar Nós”, na Mosela, “Acadêmicos do Indaiá”, no São Sebastião, “Vai dá M”, no Centro, “Vai quem quer”, no Centro, além do Banho de Espuma, no Boa Vista, “Guerreiros da Vinte”, na 24 de Maio, entre outros.Além do IMCE, que planeja as ações, CPTrans e Secretaria de Serviços e Ordem Pública (SSOP) também já montam plano de ação para a festa

Coro de idosos continua com inscrições abertas

O Coral Pró Tempore começou, oficialmente, sua preparação para a temporada de 2019, com uma aula inaugural nesta quarta-feira (13.02), no Centro de Cultura Raul de Leoni. O primeiro dia de ensaio já contou com novos cantores e as inscrições continuam abertas. O projeto, que além de fomentar a cultura usa a música como instrumento para fortalecer e resgatar a auto-estima dos idosos, é gratuito e faz apenas uma exigência: os participantes precisam ter mais de 55 anos. Os ensaios acontecem duas vezes por semana.

Para novos cantores, não é necessária qualquer experiência anterior com a música. Os alunos recebem todas as orientações e ensinamentos durante as aulas, e assim que se tornam aptos se apresentam nos eventos dos quais o Pró Tempore é convidado. Além das festas do município, em 2019 o coro também deverá participar de concertos fora de Petrópolis, como o Canta Del-Rei, festival que acontece em São João Del Rei, em Minas Gerais.

“Qualquer pessoa pode participar. Ao longo do ano vamos continuar aceitando as inscrições e eles podem ensaiar normalmente com o restante do grupo. Os novos terão apenas que passar por um processo de ensaios antes de começarem a se apresentar nos eventos”, explica o maestro do coral, Paulo Afonso Filho.

Criado no ano de 2000, hoje o coro conta com 28 cantores. A aposentada Lynea de Almeida, de 84 anos, é uma das novas integrantes do grupo e participou de sua primeira aula. “Minha filha viu a notícia sobre o coral na internet e me contou. Sou de Petrópolis, mas estava morando no Rio, voltei no ano passado e estava sentindo muita saudade de cantar. Cantei por 10 anos em um coral do Rio. Acho que será maravilhoso cantar aqui, vou ficar muito feliz”, frisa.

Os ensaios acontecem todas as quartas e sextas-feiras, de 14h às 16h, no Centro de Cultura Raul de Leoni, que fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro. Para interessados em fazer parte do grupo basta comparecer nos dias de ensaio.

Todos os anos a rede municipal de Educação comemora a premiação de alunos na Olimpíada Brasileira de Matemática – OBMEP: em 2018 um aluno da rede municipal conquistou uma medalha de ouro e outros três receberam medalhas de bronze. E, para 2019, a expectativa não é diferente. Por isso, as escolas devem ficar atentas: as inscrições para participação na OBMEP poderão ser feitas até o dia 15 de março. A ficha de inscrição está disponibilizada no site: www.obmep.org.br

A primeira fase da OBMEP será realizada no dia 21 de maio e a segunda em 28 de setembro. Podem participar da competição alunos de escolas públicas e particulares. A cópia da inscrição deverá ser entregue no Setor de Projetos Educacionais da Secretaria de Educação - 2246-8678.

Criada em 2005 pelo IMPA, a OBMEP tem como metas estimular o estudo da Matemática, revelar talentos – incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas – e promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.

A OBMEP é dividida em três níveis, de acordo com o grau de escolaridade em que os estudantes estiverem matriculados. O nível 1 é voltado para os alunos do 6º ou 7º ano do ensino fundamental. O nível 2 para os alunos do 8º ou 9º ano do ensino fundamental e o nível 3 para os alunos de todas as séries do ensino médio. Jovens e adultos, matriculados na modalidade EJA também podem ser inscritos pela escola, conforme os níveis descritos anteriormente.

Em 2018, mais de 18 milhões de estudantes oriundos de 99,4% dos municípios brasileiros participaram da olimpíada. A divulgação dos premiados está prevista para acontecer no dia 3 de dezembro. Os alunos com melhor desempenho na competição serão premiados com medalhas de ouro, prata, bronze ou certificados de menção honrosa. Todos os medalhistas serão convidados a participar do Programa de Iniciação Científica Jr. (PIC). Os professores das escolas também recebem prêmios.

Equipes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias estão atendendo a três ocorrências causadas pela chuva de hoje (13.02) no município. Na Rua Sebastião Pinho da Silva, no Retiro, houve um pequeno deslizamento de terra, mas que não coloca em risco o imóvel próximo. Na Rua Ceará, no Espírito Santo, também houve a queda de uma barreira que atingiu os fundos de uma garagem. Já na Washington Luiz, no Centro, uma árvore caiu dentro de um quintal, mas não atingiu a residência. Até o momento, não há feridos ou desalojados.

A Rua Coronel Veiga ficou fechada por cerca de 1h na altura do Gulf. Desde às 12h15 o trânsito está liberado. A Defesa Civil segue monitorando os níveis dos rios e não está descartado novas interdições no trânsito caso o Rio Quitandinha volte a transbordar.  Nas últimas 24 horas choveu 145 milímetros no Independência e 113 no Dr. Thouzet.

Segundo a previsão, o tempo permanece instável em Petrópolis e com possibilidade de novas pancadas de chuvas a qualquer momento. Os 55 agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias trabalham em estágio de alerta e permanecem de prontidão para realizarem os atendimentos.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

Quarta, 13 Fevereiro 2019 17:54

Boletim Defesa Civil - 7h30

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias não registrou nenhuma ocorrência grave em virtude da chuva da noite de terça e madrugada de hoje (13.02). O maior índice pluviométrico está registrado no Independência, com 76 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. No mesmo período, na Rua João Xavier, no Bingen, foram 51 milímetros.

Não ocorreram alagamentos de vias nem transbordamentos de rios. Locais como a Coronel Veiga seguem monitorados e podem ter o trânsito fechado para garantir que não haja circulação de veículos em caso de alagamentos.

Segundo a previsão, o tempo permanece instável em Petrópolis e com possibilidade de pancadas de chuvas a qualquer momento do dia. Em virtude disso, os 55 agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias trabalham em estágio de atenção e permanecem de prontidão para realizarem os atendimentos.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

Quarta, 13 Fevereiro 2019 12:16

WhastApp da Defesa Civil para emitir alertas

A Defesa Civil de Petrópolis conta agora com um número de WhatsApp. Pelo (24) 98863-5497 o morador de Petrópolis vai receber alertas sobre chuvas fortes e riscos. Basta enviar uma mensagem para o número e já estará cadastrado. Mas, atenção: o telefone de WhatsApp emite apenas alertas. Para pedidos de vistoria, informar perigo ou pedir informações, prevalece o número 199!

Quarta, 13 Fevereiro 2019 11:11

Boletim Defesa Civil - 7h30

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias não registrou nenhuma ocorrência grave em virtude da chuva da noite de terça e madrugada de hoje (13.02). O maior índice pluviométrico está registrado no Independência, com 76 milímetros de chuva nas últimas 24 horas. No mesmo período, na Rua João Xavier, no Bingen, foram 51 milímetros.

Não ocorreram alagamentos de vias nem transbordamentos de rios. Locais como a Coronel Veiga seguem monitorados e podem ter o trânsito fechado para garantir que não haja circulação de veículos em caso de alagamentos.

Segundo a previsão, o tempo permanece instável em Petrópolis e com possibilidade de pancadas de chuvas a qualquer momento do dia. Em virtude disso, os 55 agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias trabalham em estágio de atenção e permanecem de prontidão para realizarem os atendimentos.

"É importante que os moradores que vivem em regiões de maior risco tenham atenção redobrada, já que existe a previsão de novas pancadas de chuva nesta semana. A população deve ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência”, explica o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

Inmet prevê fortes chuvas para várias partes do estado, inclusive Região Serra

A orientação da Defesa Civil para a população de Petrópolis desta quarta-feira até sábado (12 a 16.02) é de alerta para temporais. Em caso de chuva forte a orientação é de evitar deslocamentos. Já as pessoas que moram em área de risco onde estão instaladas sirenes devem deixar suas casas em caso de acionamento do alerta. Nas demais regiões, a orientação é de seguir para casas de parentes ou pontos de apoio em caso de chuvas fortes e contínuas e sinais de instabilidade das casas ou das ruas.

A previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) é de chuvas intensas, raios, rajadas de vento que podem superar 80km/h, e acumulados significativos de precipitação - podendo superar 150mm em 24h em alguns locais. As regiões mais propensas às tempestades severas são: Costa Verde, Sul, Capital, Baixada Fluminense, Metropolitana e Serrana. O cenário de chuvas fortes é iniciado pela atuação do sistema   do Estado e se desenvolve ao longo do território – atenção especial também ao litoral.

O contingente de 55 agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias está de plantão permanente. Somando forças como Bombeiros, Comdep, CPTrans, Guarda Civil e demais órgãos de resposta, são mais de 250 pessoas que passaram por 30 horas de treinamentos para atuarem no período das fortes chuvas, dentro do Plano Verão municipal.

Organizado de forma antecipada, o objetivo da construção do plano é minimizar os efeitos das mudanças climáticas que aumentam os índices de chuva durante a estação.  A população deve ficar atenta por conta da previsão extensiva para todo o Estado até o próximo sábado.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente. As sirenes são acionadas segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil. O secretário da pasta explica que os responsáveis pelos pontos de apoio estão de alerta caso seja necessário receber os moradores, assim como os agentes da prefeitura.

É fundamental que a população que vive em áreas de risco tenha atenção redobrada. Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência.

Em casos de fortes chuvas, a população deve entrar em contato com a Defesa Civil caso note alguma instabilidade no imóvel ou terreno. Os moradores devem ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva. A ligação e o serviço são gratuitos.

Hospital Nossa Senhora Aparecida tem previsão de reabertura em maio

O projeto para a reabertura do antigo Hospital Casa da Providência está em fase de conclusão. A estimativa é que a nova unidade, que passará a se chamar Hospital Nossa Senhora Aparecida (HNSA), retome as atividades em maio. A iniciativa que conta com a parceria da prefeitura garantirá o credenciamento de mais 50 leitos de clínica médica, sendo 10 de Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs), para o atendimento de pacientes da rede pública do município.

A unidade será credenciada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para disponibilizar mais quatro salas cirúrgicas, além de laboratórios de análise clínica e de exames de imagem como Raio X, tomografias e ultrassonografias. Também serão ofertados serviços de fisioterapia e atendimento de emergência.

Além do convênio com o município para a disponibilização de serviços pelo SUS, a unidade vai contar com mais 100 leitos de clínica médica, sendo 30 UTIs, para convênios privados. Com essa estrutura o hospital retoma as atividades com suporte semelhante ao que oferecia antes de encerrar as atividades, há cerca de sete anos. A previsão é de que a partir de maio, sejam iniciados parte dos serviços, que até dezembro serão ofertados em sua completude.

Nos sete anos de portas fechadas, a unidade se manteve em perfeitas condições e estrutura, sendo necessários apenas alguns reparos e adequações para a retomada das atividades.

A iniciativa em reabrir a unidade parte de um grupo de médicos que identifica o ganho para a cidade com a retomada dos serviços. “Verificamos a grande demanda do município por conta do aumento populacional, da migração de pacientes que eram usuários dos planos de saúde e de pessoas de outros municípios. Petrópolis tem uma boa estrutura de saúde e isso tem atraído moradores de cidades vizinhas”, destaca o diretor executivo do HNSA, Alexandre Pissurno.

Paralelo ao projeto de reestruturação da unidade, a direção já realiza a seleção de profissionais. Para o início das atividades previstas para maio, estima-se a contratação de 130 funcionários. Até a conclusão da retomada de todos os serviços serão empregadas 300 pessoas. “Já estamos analisando os currículos”, conta o diretor. Foram captados 8300 currículos de profissionais para ocupar vagas para serviços de enfermagem, nutrição, radiologia, manutenção, transporte, recepção, administração, entre outros.

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo