A questão da regularização fundiária será um dos pontos que vai integrar o escopo da próxima concessão da BR-040. Petrópolis defende que deve pontuar o que é fundamental a ser levado em consideração pela empresa que irá explorar a principal via de acesso ao município após o fim do contrato com a Concer, em 2020 – a situação das famílias que residem há mais de 30 anos nas margens da rodovia é um dos pontos principais e foi um dos temas discutidos em reunião em Brasília.

O Ministério do Desenvolvimento Regional assinalou com a possibilidade de soluções para o assentamento da região. O ministério vai reunir ANTT, Concer e o município para discutir, caso a caso, se a proposta é viável e se há necessidade de reassentar famílias.

“A BR-040 é extremamente importante para Petrópolis e é necessário que a nova concessão leve em consideração os pontos que foram apontados pelo município”, disse Viviane Esse.

A prefeitura, junto com outros órgãos (MPF, Iterj, CDDH e APA-Petrópolis), defende a redução da faixa de domínio da rodovia de 40 metros para 15 metros por entender que não há projeto de obras nesse espaço e a diminuição não representaria risco à segurança de usuários da pista e moradores de comunidades situadas às margens da estrada.

Famílias que vivem em comunidades situadas ao longo da rodovia convivem com o medo de ter que sair de casa por causa de ações de desocupação e demolição. Segundo o CDDH, a concessionária tem 280 ações ajuizadas, sendo que em 35 delas foi determinado a demolição das moradias. Dessas, apenas uma efetivamente foi cumprida, no Fazenda Inglesa, em 2016. As demais aguardam decisão judicial.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, garantiu que vai dar sequência a projetos do Minha Casa Minha Vida, como os que já foram autorizados para Petrópolis. Para isso, já pediu aos ministérios da Economia e da Casa Civil a antecipação de R$ 1,35 bilhão do orçamento do programa para aportar nas obras em andamento e em novas construções, entre as quais a de Petrópolis. Assim, os projetos previstos para a cidade saem na frente. A prefeitura trabalha hoje para a construção de moradias populares em terrenos no Caetitu, Mosela, Benfica e Vale do Cuiabá.

A informação foi dada logo após uma reunião com o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil, Cel. Alexandre Lucas Alves. No encontro, a prefeitura solicitou que o governo federal libere a Caixa para fazer a contração das unidades previstas para os terrenos.

Canuto afirmou que “em momento algum, o Ministério de Desenvolvimento Regional pensou em cancelar, suspender, acabar com o Minha Casa Minha Vida”. Ele explicou que nos dois primeiros meses do ano, a demanda por financiamento foi de R$ 300 milhões por mês, maior do que o orçamento previsto e, por isso, a intenção é antecipar o que estava previsto para o fim do ano para dar impulso ao programa já em março.

“Já foi encaminhado ao Ministério da Economia uma solicitação de antecipação de 75% dos limites de outubro, novembro e dezembro, para que sejam antecipados para março, abril, maio, junho e setembro. Com isso, a gente vai ter uma injeção de R$ 1,35 bilhão nesses meses, principalmente em março. O objetivo é compensar o que não foi feito em janeiro e fevereiro e regularizar a situação a partir de março”, afirmou o ministro.

Essas unidades são destinadas para a faixa 1 do programa, voltada a famílias de mais baixa renda (até R$ 1,8 mil por mês). É a mesma faixa de renda para a qual são destinadas as moradias que estão sendo construídas no Vicenzo Rivetti, onde a obra de 776 unidades já está 97,5%.

Atualmente, o município está fazendo o cadastramento das famílias que moram em área de risco ou que tiveram suas casas interditadas. Esse processo vai até o dia 15 de março. Até o momento, mais de 900 formulários foram preenchidos.

O cadastramento ocorre em dois locais: na sede da Defesa Civil – Rua Buarque de Macedo, 128; e no Centro de Cidadania de Itaipava – Estrada União e Indústria, 11.860. Além disso, a Secretaria de Assistência Social está realizando ações em bairros de maior vulnerabilidade.

Município também solicitou ao órgão maior celeridade na análise de processos

A prefeitura e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vão atuar em conjunto para estudar a revisão de duas portarias que tratam sobre os bens tombados no município. O órgão vai criar um grupo de trabalho com esse objetivo e o município vai apresentar sugestões. A intenção é que os dispositivos dessas portarias possam andar mais próximas de leis municipais (como o Plano Koeler e o Plano Diretor) e, assim, ter um caráter de preservação do patrimônio de Petrópolis ainda maior. Ao mesmo tempo, o município solicitou maior celeridade na análise de processos que deram entrada no órgão.

O Plano Koeler é o primeiro plano diretor da história de Petrópolis, mas as portarias 213 de 1996 e 455 de 2017 difere em alguns pontos, principalmente na questão do alinhamento de edificações no Centro Histórico. Isso acabou gerando uma descaracterização da preservação do patrimônio e, por isso, o município pediu a revisão desses documentos.

A portaria 213 de 1996 trata sobre os parâmetros para a proteção do conjunto arquitetônico e paisagístico de Petrópolis e foi revisada pela portaria 455 de 2017, quando reforçou o tombamento de trechos no entorno de rios e outras áreas do município.

Outra demanda apresenta foi a de que os processos que tramitam no Iphan possam ser analisados de forma mais rápida pelo órgão. Em alguns casos, a análise pode demorar mais de um ano e só depois do parecer do Iphan é que o município analisa a concessão de licenças e alvarás.

A previsão é de que as intervenções sejam concluídas ainda no primeiro semestre

As obras de manutenção e ampliação do Hospital Alcides Carneiro seguem com previsão de conclusão para o primeiro semestre deste ano. A unidade médica e hospitalar realiza intervenções em partes da estrutura que visam melhorar as acomodações dos pacientes e aumentar a capacidade de atendimento. Desde janeiro, várias áreas estão recebendo melhorias que vão da pintura à estrutura. A parceria com a Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FASE) destina recursos de R$ 13 milhões, que viabilizam parte da primeira etapa voltada para a ampliação da maternidade, construção do centro obstétrico e de novos leitos de UTI.

No HAC, as obras de maior impacto estruturais estão sendo a de ampliação da maternidade, feita em parceria com a FASE e a intervenção na unidade de urgência e emergência. Para a maternidade estão previstos mais 20 leitos e quatro salas de parto, do tipo PPP (pré-parto, parto e pós-parto). Nesta etapa estão incluídos o centro obstétrico e a ampliação de mais três leitos de UTI. Com esse acréscimo, o hospital passa a contar com 20 leitos de UTI cirúrgicos.

As melhorias na unidade de urgência são para adequação da sala amarela, para atendimento de pacientes urgentes; melhoria na recepção; na área de expurgo de material; no departamento de material lavável; e nos consultórios de atendimento adulto e pediátrico; e climatização.

Outros setores passam por adequações

Além das obras estruturais, que não impactam no atendimento da rede, demais melhorias da unidade estão sendo custeadas pelo próprio hospital e visam além de melhorar o ambiente, oferecer mais segurança aos funcionários e pacientes. Um sistema de controle de acesso foi implantado nas Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) neonatal, adulto e na farmácia. A partir de agora apenas os profissionais e pessoas autorizadas, como familiares de pacientes, com código de acesso, pode circular pelos setores.

O setor agora conta com sala restrita aos familiares, onde se preparam para acessar a unidade de tratamento intensivo. No ambiente, os visitantes armazenam seus pertences e se preparam para circular pela área que exige medidas rigorosas para evitar contaminações.

Outras melhorias estão sendo feitas para a acomodação nos leitos de pediatria, de ginecologia, no setor de Banco de Sangue e no Centro Cirúrgico. As intervenções vão desde a pintura a adequação das áreas.

Dados foram apresentados em audiência pública na Câmara

A apresentação da avaliação do cumprimento de metas fiscais do 4º quadrimestre de 2018, feita pela equipe do governo municipal em audiência pública na Câmara de Vereadores na manhã desta quinta-feira (28.02) aponta para um aumento na arrecadação, controle das contas - com redução de despesas com pessoal - e mais investimentos em áreas importantes para a população como Saúde e Educação.  Com R$ 282,7 milhões arrecadados somente em ISS e ICMS em 2018 – receitas com incremento de até 32% sobre o ano anterior - a Prefeitura comprova uma melhoria na arrecadação sem, no entanto, desapertar o cinto.

Outro ponto positivo foi o demonstrativo de redução com a folha de pagamento da prefeitura, que está em 43.76%, - R$ 428,3 milhões ao ano, índice que está abaixo de todos os patamares da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que prevê o limite de alerta em 48,60%, prudencial em 51,30% e máximo de 54%.

A apresentação dos números mostra que em 2018 o governo municipal investiu R$ 200,3 milhões na área da Saúde, o que corresponde a 33,75% do orçamento – mais do que o dobro do percentual mínimo estabelecido pela legislação, que  é de 15%. Na Educação os números também são positivos - R$ 155,2 milhões foram investidos na área no ano passado, o que corresponde a 25,92% do orçamento – índice superior ao previsto em lei, 25%. Na prática a diferença significa R$ 5,5 milhões a mais em investimentos voltados para as escolas, como por exemplo, a merenda para mais de 40 mil alunos da rede municipal.

O secretário executivo do Ministério do Turismo, Daniel Nepomuceno, se comprometeu a ajudar Petrópolis na criação de rotas turísticas para atrair ainda mais visitantes ao município. Durante encontro nesta quarta-feira (28.02), em Brasília, Nepomuceno frisou que a Cidade Imperial e outros destinos turísticos do país devem investir neste tipo de “caminho de atrativos” e que o Ministério do Turismo vai ajudar nesse sentido e na divulgação das rotas, quando consolidadas. O encontro também serviu para que o secretário executivo conhecesse um pouco mais sobre as festas do calendário de eventos do município – que chegam a movimentar R$ 400 mil por ano na economia.

Durante o encontro, a prefeitura reforçou que também tem projetos no Ministério do Turismo, no valor de R$ 350 mil, para divulgação de algumas de suas principais festas. E ainda outros projetos como para a reforma do Parque Municipal, em Itaipava, um bikepark, fomento a informação turística na cidade, entre outros. E Nepomuceno garantiu que vai acompanhar de perto a Cidade Imperial. Hoje, Petrópolis recebe cerca de 2 milhões de turistas por ano e tem o setor como prioridade para alavancar o desenvolvimento do município.

Para o secretário executivo, Petrópolis e outras cidades devem, sim, investir em rotas turísticas e que o Ministério vai ajudar na divulgação. Ele sinalizou ainda que vai acompanhar de perto a criação do fórum estadual, além de ter se comprometido a conhecer melhor a cidade e seus equipamentos, e ver como o ministério pode ajudar. “Faço questão de ajudar. Petrópolis está no caminho certo e tem muito potencial a ser explorado”, disse Nepomuceno.

No encontro, além do Calendário Turístico de Eventos de 2019, com as principais festas do município, a prefeitura também apresentou os vários circuitos turísticos procurados na cidade, como o gastronômico, histórico-cultural, religioso, de compras, cervejeiro, entre outros. Alguns dos quais o secretário executivo já conhecia.

Emendas parlamentares trazem avanços para atrativos

O município, hoje, já conquistou emendas parlamentares no Ministério do Turismo que, juntas, somam R$ 3,9 milhões. A do Palácio de Cristal, que prevê a reforma do local, é a maior, no valor R$ 1,3milhões. A expectativa da prefeitura é que tanto o atrativo, quanto o Museu Casa de Santos Dumont, que também passará por reformas, e tem verba garantia – dois dos maiores patrimônios histórico-culturais do município - comecem as obras ainda este ano, o que deverá atrair mais turistas para a cidade. As outras emendas envolvem ainda pavimentação na Avenida Koeler, a construção de um espaço Beer Garden no Parque Municipal, em Itaipava, e a reurbanização e criação do Jardim Botânico no Lago de Nogueira.

Cidade vai pedir ao Ministério do Desenvolvimento Regional para que obras na pista sejam submetidas ao município para evitar retenções como a dos últimos dois dias

A prefeitura vai oficiar o Ministério do Desenvolvimento Regional para que Petrópolis possa ter as demandas ouvidas não apenas na próxima concessão da BR-040, mas já a partir de agora, durante a vigência do contrato com a Concer. Com o objetivo de reverter o quadro de prejuízos que o município acumula por conta de problemas na estrada, o município vai solicitar que a empresa que administra a rodovia submeta à prefeitura o cronograma de intervenções na rodovia, evitando assim que ocorram obras em períodos de maior movimentação, que prejudicam a chegada de turistas e visitantes que buscam a cidade.

Nos últimos dois dias, a realização de obras de recuperação de pavimento no km 82, no Quitandinha, gerou congestionamentos. No fim da tarde desta quinta-feira (28.02), por exemplo, a retenção chegou a 9 km na pista de subida da serra. O prefeito Bernardo Rossi já havia tratado do assunto com a secretária executiva adjunta da pasta, Viviane Esse, em reunião em Brasília, e vai reforçar a solicitação oficialmente.

Quinta, 28 Fevereiro 2019 18:48

Servição: o que funciona durante o Carnaval

Quem aproveitar os dias de folia para visitar Petrópolis encontrará a maioria dos pontos turísticos abertos de sexta-feira (01.03) até quarta-feira de cinzas (06.03). Os serviços essenciais estão mantidos e os mercados também estarão abertos.

Os visitantes terão a oportunidade de conferir de perto atrativos importantes da cidade como o Museu Casa de Santos Dumont, Palácio de Cristal, Catedral de São Pedro de Alcântara, Parque Cremerie, Parque Natural e Parque Municipal, em Itaipava, além do Museu de Cera e Museu de Porcelana que ficarão abertos até na quarta-feira de cinzas. Outros atrativos, como o Museu Casa do Colono e Museu Imperial estarão fechados apenas na quarta-feira de Cinzas.

Saúde

Os serviços essenciais de saúde estão mantidos: as unidades de pronto atendimento como as UPAs Centro e Cascatinha, o Posto de Saúde Leônidas Sampaio (Alto da Serra) e as unidades da Posse terão funcionamento normal nos dias do carnaval. O Hospital Municipal Nelson Sá Earp estará com os setores de urgência ortopédica e psiquiatrica funcionando normalmente (24h). O Hospital Alcides Carneiro (HAC) estará com o setor de urgência de maternidade e pediatria funcionando, assim como as cirurgias de emergência. Já os Postos de Saúde da Família (PSFs) e as Unidades de Básicas de Saúde (UBSs) não funcionam no período. Retomam as atividades somente na quinta-feira.

Coleta de lixo

A coleta de lixo vai funcionar normalmente durante todo o período do recesso.

Escolas da rede municipal

As escolas e Centros de Educação Infantil da rede municipal de Educação terão funcionamento normal na sexta-feira (01.03). Já as aulas da Educação de Jovens e Adultos – EJA – que funciona no turno da tarde estão suspensas.  O atendimento normal de todas as escolas e CEIs retornará no dia 11 de março.

Ônibus

Com relação aos ônibus, de domingo (03.02) até o meio dia de quarta-feira (06.02) as operações seguirão os horários de domingos e feriados. Após o meio dia de quarta-feira, os ônibus seguirão os horários de sábado.

O objetivo do trabalho é conscientizar as crianças e os adolescentes sobre a importância de preservar a natureza

Alunos do 9º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Bataillard participaram do plantio de 50 mudas de árvores na área de reflorestamento do Projeto Água em Itaipava nesta quinta-feira (28.02). Os jovens também aprenderam sobre a importância da preservação ambiental com uma aula ao ar livre, realizada pelos técnicos da prefeitura. A ação teve como objetivo destacar a importância das árvores para o ecossistema, além de explicar como elas podem diminuir os impactos causados pelo homem na natureza. A parceria com o Projeto Água vai permitir que cerca de 500 alunos participem da iniciativa até o fim do ano.

Por cerca de 30 minutos, os alunos ouviram atentamente sobre as diversas finalidades das árvores para a natureza, como no auxílio da purificação e na umidade do ar. Na sequência, eles seguiram para uma área do terreno destinada para o reflorestamento, com o apoio de um técnico do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). A ideia é proporcionar para os estudantes atividades práticas que ensinem a importância de preservar a natureza.

O trabalho com os alunos da rede municipal é previsto no Inteligência Ambiental (IA) - projeto criado para aproximar as crianças e os adolescentes dos espaços naturais do município e ensinar a importância da preservação ambiental. Outras iniciativas de conscientização acontecem com o apoio do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que participam com palestras e rodas de conversa com os estudantes.

Sobre o Projeto Água

O Projeto Água conta com um terreno com 110 mil m² destinados exclusivamente ao reflorestamento. O espaço possui ainda 32 nascentes de águas catalogadas, quatro lagos artificiais e um natural, área de lazer, uma horta orgânica, estufa, centro de estudos com biblioteca, sala de leitura e outra para apresentações, alojamentos, área de apoio e laboratórios voltados para pesquisa e estudo na área ambiental.

Efetivo com mais de 200 pessoas vai estar de prontidão para atender os moradores

Após o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgar um alerta com a possibilidade de chuvas fortes durante o carnaval para a Região Serrana, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias convocou os órgãos integrantes do Plano Verão municipal, lideranças comunitárias e membros do governo para a criação de um plantão especial de atendimento para a população durante o período festivo. Um efetivo com mais de 200 pessoas vai estar de prontidão para atender os chamados da população em caso de ocorrências. As chamadas podem ser feitas para o telefone 199 – totalmente gratuito, que funciona 24 horas por dia.

Em uma reunião realizada nesta quinta-feira (28.02) na Sala de Cooperação da Secretaria de Defesa Civil, foi apresentada a previsão meteorológica que alerta para os riscos de alagamentos, deslizamentos de terra e ventos fortes em toda a região. De acordo com o Inmet, a chuva é causada pela Zona de Convergência do Atlântico Sul - fenômeno que deve permanecer até o próximo domingo (03.03) provocando dias nublados com período chuvoso.

É importante a população se cadastrar no canal via WhatsApp que alerta sobre a possibilidade de chuvas fortes em Petrópolis. A comunicação pelo aplicativo possibilita que a população tenha acesso a previsão do tempo através de fontes oficiais, evitando que notícias falsas causem transtornos desnecessários. O número é o (24) 98863-5497.

Novidade para este ano, dois grupos de Bombeiros Civis - Águias de Resgata e GEDEN – dão apoio na abertura dos pontos de apoio do município em caso de chuvas fortes. Além deles, são mais 45 responsáveis pela ação – três em cada um dos 15 locais de abrigo do município. Todos estarão de prontidão caso seja necessário abrir os espaços.

“É importante esse aviso, caso algum responsável não esteja na cidade, para passar a função para um amigo. A nossa parceria com a Defesa Civil vai além dos pontos de apoio, também no Defesa Civil nas Escolas e nas outras ações de prevenção”, disse Cristina Rosário de Oliveira, coordenadora do Núcleo Comunitário de Defesa Civil do Vale do Cuiabá.

A representante do grupo Águias de Resgate, Cláudia Sandes, destacou a importância da parceria com a Defesa Civil. “Para a gente é importante estar próximo da Defesa Civil no atendimento aos moradores. O nosso trabalho voluntário tem o objetivo de melhorar a resposta junto à população em caso de ocorrências. Acreditamos no potencial da nossa equipe, trabalhando ao lado dos responsáveis pelos pontos de apoio”, disse.

Petrópolis conta com 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme em 12 comunidades: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe. Todos os equipamentos estão funcionando perfeitamente.

Uma boa notícia para os petropolitanos que gostam de frutas, verduras e legumes fresquinhos: as feiras livres e o Hortomercado Municipal, em Itaipava, funcionarão normalmente neste fim de semana – marcado pelas comemorações do Carnaval 2019. O Horto funcionará sexta-feira (01.03) e sábado (02.03) das 8h às 18h; domingo (03.03) das 8h às 14h e segunda-feira (04.03) das 8h às 14h.

No Hortomercado funcionam 35 boxes e duas lojas que vendem produtos, em sua maioria, produzidos em Petrópolis: frutas frescas, laticínios, sementes, orgânicos, legumes, verduras, shitakes e frios. O Hortomercado funciona na Estrada União e Indústria, nº 9.500.

As feiras livres também estão mantidas no carnaval. Aproximadamente mil pessoas atuam diretamente nas treze feiras que são realizadas semanalmente na cidade: no Centro e até em bairros mais distantes como Nogueira, São Sebastião e Duarte da Silveira.

Na sexta, a feira vai funcionar na Rua Francisco Manoel, no Centro, e no Quitandinha, de 6h às 13h. No sábado e na terça-feira funcionará a tradicional feira na Rua Visconde de Souza Franco – das 6h às 15h. Nesse dia também ocorrerá a feira no Valparaíso, das 6h às 13h30. No domingo, das 6h às 13h30 as feiras funcionarão nos bairros: Alto da Serra, Cascatinha, São Sebastião, Manga Larga, Nogueira, Corrêas e Bingen.

Programação especial reuniu alunos da rede municipal

“Ó abre alas, que eu quero passar... Eu sou da Lira, não posso negar!”. Esse é o trecho de uma das marchinhas que encantaram os alunos da Casa da Educação nesta quinta-feira (28.02) durante o bailinho especial em comemoração ao Carnaval. A programação contou ainda com apresentação dos músicos Daniel Pelegrini e Dino Fernandes.

“O bailinho da Casa da Educação já se tornou uma tradição. As crianças e professores vestem as suas fantasias e entram no clima da folia. Proporcionar momentos de integração entre os alunos também é um dos focos da Casa da Educação. Toda a Casa foi enfeitada e contamos com a colaboração de músicos que são parceiros para deixar esse dia ainda mais inesquecível”, contou a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Durante todo o dia os alunos tiveram a oportunidade de participar de oficinas de construção de máscaras de carnaval. Estela Beatriz Albuquerque, de 12 anos, aluna do Liceu, fez questão de fazer a sua máscara.

“Eu que não gosto de Carnaval até que gostei de participar dessa oficina. Foi bem divertido fazer uma coisa diferente com os meus amigos da Casa”, contou Estela, que participa das aulas de violino na Casa da Educação.

Vívian Frederico Dias, de 11 anos, aluna da EM Salvador Kling, também participou do bailinho e a fantasia escolhida foi a de “alga”. “Foi legal poder mostrar minha fantasia e o baile foi muito divertido”, disse a aluna do curso de ballet.

Jaqueline Barros, mãe da Ricarda, de 8 anos, aluna do curso de judô, ressaltou a importância da atividade diferenciada para as crianças. “Elas ficam muito animadas quando têm a oportunidade de brincar com os amigos, pintar, dançar. Minha filha estava tão ansiosa e estou ainda mais feliz por ver a alegria dela no bailinho”, contou a mãe.

Mais de 60 aposentados e pensionistas do Inpas participaram da palestra sobre fraturas de fêmur em idosos, que aconteceu na manhã desta quinta-feira (28.02), na Casa Cláudio de Souza. A fisioterapeuta Mylena Mansur ministrou a palestra destacando todas as causas e cuidados, além do tratamento de uma fratura durante a melhor idade. O encontro faz parte do “Café com Sabedoria” realizado pelo Inpas uma vez por mês.

Durante a palestra, a fisioterapeuta ressaltou que as mulheres são as maiores vítimas de fraturas de fêmur, e que esta é a maior causa de mortalidade entre os idosos. A osteoporose também foi tema, como a principal causadora das fraturas, já que ela enfraquece os ossos. A especialista fez demonstrações de exercícios que podem ser feitos em casa de forma simples e segura. Segundo Mylena, para evitar acidentes, é preciso ter cuidado para subir e descer escadas, trocar móveis e utensílios domésticos e panos e tapetes no chão podem ser perigosos, já que escorregam.

“Os encontros que o Inpas faz são muito importantes, pois sempre aprendemos mais sobre saúde ou assuntos atuais e que nos acrescentam bastante. Sem falar que aqui reencontramos amigos que trabalhamos por anos, é um momento de confraternizar, tomar um café, matar a saudade e aprender”, contou o aposentando Antônio Rodrigues Guimarães, que frequenta as palestras sempre com a esposa.

Vale lembrar que a prática de exercícios atua como prevenção, além da atenção em relação ao cálcio. A diminuição da massa muscular também é muito comum neste período da vida, o que reduz a força no membro inferior podendo ser outro fator de risco a fraturas. A profissional também deu dicas de como evitar fraturas, como manter-se no peso ideal, praticar atividade física, nutrientes em dia (cálcio e vitamina D), evitar tabaco e bebidas alcoólicas, fazer um checkup ósseo e adaptações em casa.

“É preciso sempre ter muito cuidado com as fraturas. A maioria das fraturas de fêmur precisa de cirurgia e a recuperação é sempre mais delicada, já que o idoso por estar limitado acaba se recolhendo mais. Porém, se o idoso seguir todas as recomendações médicas, ele consegue voltar a ter uma boa qualidade de vida” frisou a fisioterapeuta Mylena Mansur, que é especialista em ortopedia.

Encontros são realizados na Casa da Educação Visconde de Mauá

A Casa da Educação Visconde de Mauá abriu nesta quarta-feira (27.02) a temporada 2019 do projeto “Conversas Musicais”, com a participação especial de cantor mirim Thales Gabrig, aluno da EM Loteamento Samambaia, que vem se destacando em um programa musical da TV aberta. Além de ser aluno da rede, Thales participou, no ano passado, da Banda da Casa da Educação.

“Contar com a participação do Thales no início da temporada 2019 do projeto Conversas Musicais é um presente para os nossos alunos. Thales é da rede, frequenta a Casa da Educação, aprendeu a gostar de música desde pequeno e já sonha com uma carreira musical. O bate papo com os demais alunos da Casa que frequentam as aulas, como canto, violino, violão e flauta foi engrandecedor”, disse a diretora da Casa da Educação, Catarina Maul.

Thales mudou de Alto Caparaó, em Minas Gerais, para Petrópolis com a família quando tinha 4 anos. E foi na infância que o gosto pela arte se tornou forte. “Aprendi a tocar violão e comecei a gostar de cantar por causa do meu avô que tinha o costume de cantar músicas sertanejas antigas. Hoje já me imagino cantando para multidões. Aprendi muito na Casa da Educação com o auxilio do professor de música e conto com o apoio deles até hoje para seguir o meu sonho”, afirma Thales.

O professor de música Lucas Gotelip – que é responsável pela banda da Casa da Educação e também acompanha Thales – ressalta a importância de correr atrás dos sonhos: “O fato do Thales ser um aluno da rede pública de Petrópolis que também participou de um projeto da Casa da Educação mostra o quanto batalhar pelos seus sonhos vale a pena!”, disse.

“Abrimos com chave de ouro mais um ano do projeto Conversas Musicais e os alunos tiveram a oportunidade de conversar com o Thales e conhecer as experiências dele e a expectativa para o futuro. A próxima apresentação do Thales no programa da TV será no domingo (03.03), mas nós fomos privilegiados e tivemos a oportunidade de conferir de perto o talento desse jovem músico”, disse Lucas.

O projeto “Conversas Musicais” tem como objetivo promover a interação entre os alunos da Casa da Educação – que participam de aulas de canto, flauta doce, violão, violino e coral – e os músicos que se dedicam à arte. “Conversas Musicais” já recebeu artistas como Garrido, Depoli e d'Avila Trio, Suzane Werdt e Marcelo Buddy. O projeto foi criado por Catarina Maul e pelos professores Lucas Gotelip e Norton Ribeiro.

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP