As obras para recuperação dos 25 quilômetros da Estrada União e Indústria no trecho entre o Retiro e Pedro do Rio devem começar ainda nesse primeiro semestre. A expectativa é de que o edital da obra orçada em R$ 40 milhões seja publicado pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte em abril. A informação foi confirmada pelo DNIT nessa quinta-feira (07.02) durante a missão de governo em visita à Brasília.

A gestão municipal acompanhou os pedidos de Petrópolis na transição para a gestão Bolsonaro “para que tivessem continuidade, são estruturais para a cidade e estamos demonstrando isso nas esferas estadual e federal”.

A aprovação da obra já foi publicada no boletim do DNIT de janeiro e Adriano Sousa, diretor de Infraestrutura Rodoviária do Ministério de Infraestrutura, demonstrou que os procedimentos para a recuperação da União e Indústria têm prioridade na pasta. 

O projeto de reforma prevê a pavimentação, sinalização e melhorias na drenagem de todo o trecho entre o Retiro e Pedro do Rio – que é de responsabilidade do DNIT. A prefeitura vai realizar, no decorrer da obra, pequenas intervenções como a construção de baias de ônibus e pequenos alargamentos na pista.

Vale salientar que o projeto foi apresentado para o Ministério Público Federal em setembro de 2018 e a prefeitura instituiu um grupo de trabalho para acompanhar todo o trâmite da recuperação da Estrada União e Indústria. Além das secretarias de Obras, de Desenvolvimento Econômico e da CPTrans, a Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica também compõe este grupo de trabalho, ao lado dos empresários Jorge de Botton e Aloísio Rodrigues.

A reforma da União e Indústria se arrasta há quase 10 anos. Em 2009, a justiça determinou que o DNIT fizesse um projeto de recuperação da estrada, o que não ocorreu e rendeu uma multa de R$ 14 milhões ao órgão. Em 2011, o projeto até foi idealizado, mas não saiu do papel. Em 2016, uma licitação foi feita, mas a vencedora abriu mão do contrato e a segunda colocada não teve interesse na obra. Desde 2017, a prefeitura cobra que o Dnit finalmente realize a reforma.

Regularização fundiária das famílias que moram as margens da BR-040

O direito à moradia das famílias que residem às margens da BR-040 foi outro assunto abordado durante a visita em Brasília, em uma nova reunião no Ministério de Infraestrutura, nessa quinta-feira (07.02).

O novo governo criou uma subsecertaria para tratar dos assuntos referentes à regularização fundiária das famílias que moram ao longo das rodovias e marcarão uma reunião com Concer, DNIT e o Minfra para discutir o problema dessas famílias, com atenção especial as famílias que estão com ação judicial de despejo.Além de buscar uma solução para as pessoas que precisam da garantia de moradia.

Quinta, 07 Fevereiro 2019 18:51

HAC já atende com ortopedistas

No primeiro dia de atendimento do ambulatório de ortopedia do Hospital Alcides Carneiro (HJAC), 45 pacientes foram atendidos. A ortopedia passa a integrar o quadro clínico do ambulatório, que agora terá 66 especialidades médicas. As consultas estão sendo realizadas conforme procedimento da rede pública, os pacientes são encaminhados pela Central de Regulação, após atendimento em uma das unidades de saúde do município. Também já atendem com ortopedistas o HMNSE e a Clínica Traumacenter, contratada por 90 dias.

A reestruturação do setor foi realizada depois que médicos paralisaram o serviço na última semana de janeiro. A Secretaria de Saúde determinou o cumprimento de 20 horas semanais de trabalho depois de identificar que os médicos trabalhavam menos horas do que o estipulado. O caso que mais chamou a atenção foi de um profissional contratado para 7 plantões, mas que cumpria menos de um ao mês.

No HAC, a estimativa é de que sejam realizadas 860 consultas por mês, durante os quatro dias de atendimentos programados por semana. As consultas serão realizadas todas as segundas, terças, quintas e sextas-feiras, sempre no turno da manhã.

A inclusão da ortopedia no ambulatório do HAC foi providenciada para garantir a oferta de consultas para os pacientes que ficaram sem atendimento no Hospital Municipal Nelson de Sá Earp (HMNSE).

Além da implantação do ambulatório do HAC, o atendimento do HMNSE foi reestruturado e contará com agendamentos nos turnos da manhã e da tarde, as segundas, terças, quintas e sextas-feiras.As quartas-feiras as consultas serão realizadas apenas na parte da manhã. Além das unidades públicas, a Secretaria de Saúde contratou emergencialmente a clínica particular, Traumacenter, por um período de 90 dias para suprir a demanda.

 

A revista online Bula, que conta com 10 milhões de acessos mensais, elegeu Petrópolis entre as 31 cidades mais bonitas do Brasil. A publicação realizou uma enquete entre os meses de fevereiro de 2018 e janeiro de 2019, com o objetivo de descobrir quais são, segundo os leitores, os mais belos municípios brasileiros, e mais de 10 mil colaboradores e assinantes responderam. A Cidade Imperial figurou entre os seis destinos que receberam mais de mil indicações.

Além de Petrópolis, os principais municípios eleitos foram: Rio de Janeiro, Campos do Jordão, Ouro Preto, Balneário Camboriú e Curitiba. Mas também estão na lista Blumenau, Diamantina, Florianópolis, Bento Gonçalves, entre outros. As cidades foram divididas em seis categorias, de acordo com o número de indicações: +1000, +700, +500, +400 e +300. Petrópolis ficou no primeiro grupo.

A aposentada Valéria Ribeiro, que mora na capital do estado, estava entre os turistas que passeavam nesta quinta-feira (07.02) pela cidade e concordou com a pesquisa. “Passei minha lua de mel aqui e agora estou voltando, 23 anos depois. A cidade é muito linda, com tudo limpinho, muito bem organizada”, contou ela, que, desta vez, trouxe a filha para conhecer a Cidade Imperial. “Estou gostando muito. A cidade é muito bonita, histórica, com esse estilo imperial”, completa a estudante Karina Ribeiro.

A Revista Bula ainda informou que “poucas cidades possuem uma herança do Brasil Império tão rica quanto Petrópolis”. E destacou o Museu Imperial, o Palácio de Cristal, a Casa da Princesa Isabel e a Catedral São Pedro de Alcântara entre os pontos turísticos mais visitantes.

Conserto das janelas, limpeza das salas e carteiras, do refeitório, banheiros e corredores. Esses são algumas das ações realizadas nessa quinta-feira (07.02) pela equipe da Comdep que está auxiliando a Secretaria de Educação no processo de revitalização do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. As aulas começam na segunda-feira (11.02) e até lá a escola vai estar limpa e organizada. O Liceu não tem problemas estruturais e o prédio necessita apenas de reparos. Esta ação está sendo feita esta semana pela nova gestão da escola e as aulas retornam na segunda-feira (11.02). Uma obra mais completa, com pintura e revitalização, está sendo licitada.

A escola tem uma nova diretora e vai passar por sindicância para apurar porque o trabalho de manutenção não foi feito na gestão anterior.  Uma licitação foi aberta para o serviço de recuperação com pintura geral da unidade. Um calendário de reposição já está sendo formulado pela nova diretoria da escola e será entregue aos alunos na próxima semana.

Vinte homens estão trabalhando na escola.

Na sexta-feira o trabalho será reforçado com uma equipe contratada para garantir a reestruturação da parte elétrica e pintura de salas. “A escola já está com uma outra aparência e tenho certeza que os alunos se sentirão acolhidos. A força tarefa vai garantir o retorno dos alunos com conforto na próxima semana”, garantiu a diretora do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio, Márcia Chiote.

 Educação abre sindicância para apurar

falta de conservação do prédio do Liceu

A Secretaria de Educação está abrindo sindicância para apurar ações de manutenção no prédio do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. Vão ser levantadas verbas oriundas do governo federal e aportes municipais que deveria ser usados em pintura, reparos e conservação do prédio.

Entre PGDREM  (Programa de Gestão Descentralizada de Recursos da Educação Municipal) e PDDE  (Programa Dinheiro Direto na Escola) o Liceu teria recebido R$ 70 mil apenas em 2018, verba aplicada em manutenção.  Vai ser auditado o que foi repassado, quando e como foi usado.

O PGDREM autoriza ao Liceu o uso de R$ 60 mil anuais apenas para manutenção e o PDDE chegaria a R$ 35 mil de repasses para material pedagógico, mas parte da verba foi usada em manutenção com a concordância do Conselho Escolar.

Uma turma animada de adultos e idosos do bairro Bataillard está em dia com a saúde: participam regularmente das aulas de ginástica do Agita Petrópolis. As atividades acontecem sempre às segundas e quintas-feiras, às 7h, na sede da associação de moradores ou na quadra comunitária do local, com o acompanhamento de um professor de educação física. Além de promover o bem-estar e trazer mais qualidade de vida, a intenção é incentivar a cidadania – os alunos da localidade fazem passeios pelos pontos turísticos da cidade, pelo menos, quatro vezes ao ano. Com a criação do programa, a prefeitura busca combater o sedentarismo, democratizando o acesso a prática de atividades físicas em todo o município.

Dados do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud) mostram que a cada ano cerca de 300 mil brasileiros morreram em decorrência de doenças relacionadas à inatividade física. O levantamento mostra ainda que três em cada dez brasileiros na idade adulta praticam algum esporte com regularidade. Em Petrópolis, a prefeitura busca com as atividades do Agita que a cidade se torne exceção a realidade do país.

Os benefícios para a saúde da prática regular de qualquer atividade física são notados logo nas primeiras aulas. Exemplo de garra e de superação, a dona de casa Rosângela de Abreu, de 49 anos, tem epilepsia e toma seis medicamentos controlados. “O lado direito do meu corpo ficou comprometido com as crises. Com as aulas, a minha coordenação motora melhorou significativamente, sempre com o apoio de um professor. Para a minha saúde, como um todo, foi excelente”, contou.

Outra beneficiada pelo programa no Bataillard, Edna da Costa, de 58 anos, é uma das alunas mais assíduas da turma e garante que nunca falta as aulas. Com mais disposição para encarar o dia a dia, ela ressalta a importância do Agita Petrópolis como socialização dos moradores. “A maioria dos participantes são idosos, que passam a maior parte do tempo sozinhos. Então além dos benefícios para a saúde, tem a questão social, que também é bastante importante. Por isso também a gente sempre promove passeios para o nosso grupo”, explicou.

Aos 70 anos, o aposentado Raimundo Delfino conta que trabalhava como pedreiro quando escoregou e machucou uma das pernas. Com as aulas de ginástica, ele garante que melhorou das dores e se sente mais seguro para fazer as suas atividades. “O corpo fica mais forte, a gente fica mais disposto. Foi muito importante ter entrado para o programa”, garantiu.

Além do núcleo no Bataillard, o Agita Petrópolis funciona em outros 13 bairros da cidade, atendendo a cerca de 1.200 pessoas de várias faixas etárias de forma regular. São aulas de ginástica, alongamento ou dança no Vila Rica, Bairro da Glória, Caxambu, São Sebastião, Alto da Serra, Retiro, Oswaldo Cruz e Madame Machado. No Meio da Serra e no Pedras Brancas, são turmas de futsal e no Siméria de futebol society. Na Estrada da Saudade, o basquete e o vôlei são as modalidades disponíveis. Os interessados em participar podem procurar a sede da Superintendência de Esportes e Lazer da cidade, que fica no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, no Centro ou fazer contato com a unidade pelo telefone: 2233-1218.

Quinta, 07 Fevereiro 2019 18:46

Boletim da Defesa Civil - 17h30

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias interditou três imóveis na Rua Edgar Assunção, no Alto Independência, em virtude do afundamento da via causado pela chuva da madrugada desta quinta-feira (07.02). Os técnicos também solicitaram que a Secretaria de Obras faça uma canaleta para que a água da chuva não escorra para o local do deslizamento. Sete pessoas estão desalojadas e foram orientadas a permanecer na casa de parentes. Uma equipe da Secretaria de Assistência Social foi ao local cadastrar as famílias e prestar os atendimentos necessários. 

O maior índice de chuva registrado nas últimas 24h está no Dr. Thouzet com 36 milímetros. Na Estrada do Gentio, em Itaipava, choveu 35 milímetros no mesmo período. A Defesa Civil municipal permanece em estágio de atenção e todo o contingente de 55 agentes permanece de plantão, em virtude de uma frente fria que mantém o tempo instável em todo o Estado do Rio de Janeiro até o próximo domingo (10.02).

É importante que a população ligue para o número de emergência da Defesa Civil em caso de ocorrências.

Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência. É fundamental que a população que vive em áreas de risco tenha atenção redobrada. Os  agentes estão preparados e de prontidão para atender aos chamados da população.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados nesta madrugada. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

Quinta, 07 Fevereiro 2019 18:45

Comdep instala terceiro Ecoponto no município

Os moradores do Quitadinha e arredores ganharão um Ecoponto – local onde recebe materiais para reciclagem, e poderão conseguir descontos na conta de luz com a coleta seletiva. A estrutura está sendo montada em frente à sede da Comdep, e tem previsão para ficar pronta na primeira quinzena de março. O novo Ecoponto será o terceiro instalado no município. Os outros dois, na Mosela e em Itaipava, juntos, recolheram só em 2018, mais de 70 toneladas de materiais recicláveis.

O desconto na conta de luz, faz parte de uma parceria da Comdep com a Enel Distribuição Rio, que já acontece nos outros pontos da cidade. O Ecoponto fica em um contêiner, onde recebe todo o material reciclável junto com os equipamentos como balança, para executar o serviço.

Para participar do programa, o morador deve separar o lixo orgânico do lixo seco. Os materiais como papel, papelão, plásticos, garrafas pet, latas, embalagens tipo longa vida, embalagens de vidro (garrafas de cerveja, refrigerantes, copos, vidro e ferros em geral precisam estar separados e limpos. No ato da entrega do material pela primeira vez, a pessoa deve levar a conta de luz, e é feito um cadastro, onde o morador recebe um cartão. O material é pesado e o desconto varia de acordo com o peso recolhido. O desconto é computado e feito na fatura seguinte. O Ecoponto recebe também, óleo de cozinha, mas não recebe alimentos.

“O material que chega todo misturado não tem desconto na conta de luz. O Ecoponto recolhe o material e encaminha para a associação catadora em Cascatinha, onde é realizada a triagem para a reciclagem. Já o material separado, a Enel recolhe e recicla”, contou o diretor técnico-industrial da Comdep, Marcos Albuquerque.

O diretor lembra da conscientização ambiental que o programa possui. “Com a coleta seletiva, conseguimos reduzir o material que vai para o aterro e conseguimos conscientizar a população da responsabilidade ambiental. Ao reaproveitar esse lixo, só temos benefícios com a preservação solo, água e ar, limpeza da rua, um bem para o planeta e para sociedade. Sem falar na geração de empregos que a reciclagem proporciona”, pontuou o diretor técnico-industrial da Comdep, Marcos Albuquerque.

“Eu reciclo lixo há uns 10 anos e há 3 anos eu trago o material separado para o Ecoponto. Eu tinha muita dificuldade de onde entregar as coisas e aqui facilitou demais a minha vida. Para mim, reciclar é uma questão de consciência ambiental e este projeto de conseguir desconto na conta de luz, é um grande incentivo. Eu divulgo o Ecoponto para todo mundo e tenho várias amigas que já estão trazendo o material para cá”, contou Cláudia de Carvalho Linhares Pontes que mora na Fazenda Inglesa e entrega seu lixo no Ecoponto da Mosela.

O Ecoponto da Mosela fica Rua Mosela, sem número, em frente à Cruz Vermelha, aberto de segunda a sexta, de 7h30 e 16h30. Já em Itaipava, fica Estrada União e Indústria, 10.000 – no Parque Municipal - aberto todos os dias, de 8h às 17h. Para mais informações sobre coleta seletiva 22358437 ou 22924500.

O ano letivo começou nesta segunda-feira (04.02) e a Ronda Escolar já iniciou o trabalho de prevenção com os alunos da rede de ensino municipal. A primeira unidade a receber a palestra de conscientização, foi a Escola Loteamento Samambaia. Para 2019, a Ronda Escolar tem o objetivo de intensificar as ações com o auxílio dos dois filhotes de Golden Retriever, Chico e Jujuba do Canil da Guarda Civil.

Nesta primeira semana, os agentes estiveram na escola Loteamento Samambaia realizando uma palestra para 395 alunos, onde vários temas foram abordados, entre eles, disciplina, cuidados com o patrimônio público, respeito nos relacionamentos, violência e drogas. Este ano, os trabalhos serão direcionados de forma preventiva para as crianças do ensino fundamental do primeiro ao quinto ano, e para os adolescentes do sexto ao nono ano. As ações terão a participação especial da duplinha de cães da Guarda, que também participam do projeto de cinoterapia, no CTO, onde os pacientes que estão em tratamento contra o câncer recebem a visita dos cachorros.

A Ronda Escolar atende 186 escolas, incluindo CEIs. São 17 agentes acompanhando os quase 42 mil alunos da rede, na entrada e saída pela manhã e também nas aulas noturnas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Em 2018, o serviço realizado pela Guarda, alcançou um dado histórico: foram mais de 2 mil visitas nas escolas do município.

Após a pausa de início de ano, o Coral Pró Tempore retoma as atividades na próxima semana, com a primeira aula no dia 13 de fevereiro. Além do ensaio que abre a temporada de 2019, na data também estarão abertas as inscrições para novos cantores. Não é necessário ter qualquer experiência com a música, o grupo tem apenas uma exigência: interessados precisar ter idade acima de 55 anos para participarem. O coro, criado em 2010, vai além das apresentações e é uma forma de promover e fortalecer a auto estima na terceira idade.

Neste ano, os ensaios vão acontecer todas as quartas e sextas-feiras, de 14h às 16h, na Sala Guiomar Novaes, no Centro de Cultura Raul de Leoni, e o projeto é gratuito.

O coro nasceu com o objetivo de inserir em uma das atividades mais divulgadas da Cidade Imperial – o canto coral – o público da melhor idade. Mas o projeto alcançou resultados muito maiores, resgatando a auto-estima dos integrantes e dando a eles uma nova visão de vida. Duas vezes da semana, por duas horas, eles se dedicam apenas a aprender o canto coral. E ao longo do ano se apresentam em diversos eventos não só no município, como fora dele.

“Já temos o convite para participarmos novamente do Canta Del-Rei, festival que acontece em São João Del Rei, em Minas, além de apresentações no Rio de Janeiro e em Petrópolis já programadas. E estamos abertos para novas inscrições. Além de ter mais de 55 anos, a única obrigatoriedade é ter muita vontade pra cantar”, frisa o maestro coral, Paulo Afonso Filho.

Para os interessados em fazer parte do grupo basta comparecer no primeiro dia de ensaio. O Centro de Cultura Raul de Leoni fica na Praça Visconde de Mauá, 305, no Centro.

A Secretaria de Educação está abrindo sindicância para apurar ações de manutenção no prédio do Liceu Municipal Prefeito Cordolino Ambrósio. Vão ser levantadas verbas oriundas do governo federal e aportes municipais que deveria ser usados em pintura, reparos e conservação do prédio.

Entre PGDREM  (Programa de Gestão Descentralizada de Recursos da Educação Municipal) e PDDE  (Programa Dinheiro Direto na Escola) o Liceu teria recebido R$ 70 mil apenas em 2018, verba que seria aplicada em manutenção.  Vai ser auditado o que foi repassado, quando e como foi usado.

O PGDREM autoriza ao Liceu o uso de R$ 60 mil anuais apenas para manutenção e o PDDE chegaria a R$ 35 mil de repasses para material pedagógico, mas parte da verba foi usada em manutenção com a concordância do Conselho Escolar.

O Liceu não tem problemas estruturais e o prédio necessita apenas de reparos. Esta ação está sendo feita esta semana pela nova gestão da escola e as aulas retornam na segunda-feira (11.02). Uma obra mais completa, com pintura e revitalização, está sendo licitada

A prefeitura e o Centro Excursionista Petropolitano (CEP) instalam no próximo sábado (09.02) uma placa de sinalização na Pedra do Cortiço, no Siméria. O material contém informações para os frequentadores do local, classificando o nível de dificuldade, o tempo estimado de duração, a distância percorrida, além de sinalizar quais locais podem ser vistos no final da trilha. A ação tem como objetivo preservar e orientar os visitantes que fazem caminhadas e praticam esportes nestes locais.

A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Meio Ambiente, da Superintendência de Esportes e Lazer e do CEP, que trabalham em conjunto pela manutenção dessas regiões para atrair mais turistas para a cidade. A próxima instalação acontece no Morro dos Palmares, em Araras, no mês de março.

Além da instalação das placas, a prefeitura também vai preparar um calendário de ações em parceria com a associação dos moradores e as escolas municipais no entorno destes locais que recebem o material.

O município possui um setor de Educação Ambiental estruturado, que realiza uma série de ações nas comunidades e na escola. Neste ano, será reforçado o trabalho de orientação e de prevenção nas apenas nessas áreas, mas em toda a cidade, para garantir que as placas não sejam depredadas.

Cercado quase que por 70% de Mata Atlântica, o município tem ficado cada vez mais cheio com visitantes que vêm em busca do contato com o verde. Além de fortalecer o turismo, os esportes de aventura também ganham com a iniciativa. Ao longo do ano, o município recebe uma série de eventos deste tipo, como corridas a pé e de bike em montanhas. A ideia também é fortalecer esse setor.

Quinta, 07 Fevereiro 2019 18:41

Boletim Defesa Civil e Ações Voluntárias 8h

A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou o afundamento de um trecho da Rua Edgar Assunção no Independência. A via está em meia pista. Os técnicos da Defesa Civil irão avaliar a situação de três imóveis no local. O maior acumulado de chuva nas últimas 24h está no Dr. Thouzet com 33 milímetros. No Gentio, no mesmo período, choveu 31.

A Defesa Civil permanece em estágio de atenção e todo o contingente de 55 agentes permanece de plantão, já que uma frente fria mantém o tempo instável em todo o Estado do Rio de Janeiro ao longo do final de semana.

Todos os 20 conjuntos de sirene da Prefeitura de Petrópolis estão funcionando perfeitamente, mas não houve a necessidade de serem acionados. Os equipamentos são ligados segundo critérios técnicos do setor de engenharia da Defesa Civil.

O secretário da pasta, coronel Paulo Renato Vaz, disse que os responsáveis pontos de apoio estão de alerta caso seja necessário receber os moradores.

Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência. Os agentes da Defesa Civil estão preparados para atender os moradores, caso seja necessário.

Notícias por data

« Fevereiro 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28      

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

Relatorio CMVP

cmv-logo