O melhor presente de aniversário de Petrópolis é estar com as contas públicas sendo saneadas. Com dívidas sendo pagas e salários em dia. Petrópolis chega hoje a 176 anos recebendo 2 milhões de turistas, sendo considerada a cidade mais segura do estado entre os municípios com mais de 100 mil habitantes e com aumento de arrecadação – 32% a mais só de ICMS -  o que demonstra a recuperação econômica das mais de 10 mil empresas da cidade. Isto garante poder gerir a cidade e deixar para as gerações futuras o caminho pavimentado para o desenvolvimento. A cidade contabiliza mais de R$ 119 milhões de dívidas pagas à vista em dois anos, e outros R$ 258 milhões negociados e parcelados abatendo, assim, o ‘rombo’ de R$ 766 milhões deixados por gestões anteriores.

O desafio ainda é grande: colocar a casa em ordem e avançar ao mesmo tempo. Assim, em dois anos, verbas federais que somam R$ 19 milhões foram conquistadas para a cidade por meio de emendas parlamentares e este ano mais R$ 8 milhões são previstos ainda no primeiro semestre.

É importante ter estes recursos porque a cidade pode avançar em obras e serviços. Hoje, o município tem as UBS de Araras e da Posse sendo finalizadas, a UPA dos distritos já sendo executada e uma série de intervenções em estrutura, encostas e segurança que estão sendo realizadas com verbas da União. A prestação de contas e a demonstração do bom uso dos recursos que já vieram abriram portas em Brasília. Os ministérios reconhecem o emprego correto dos recursos e ficam ainda mais sensibilizados em apoiar mais ações.

Pela primeira vez desde 2014, as férias de todo o funcionalismo foram colocadas em dia. Petrópolis avançou ainda com salários e 13º em dia, com incorporação de abono de R$ 100 aos salários da Guarda Civil e ainda com mais 1.008 enquadramentos para a educação já feitos e outros 1.664 em andamento para serem adicionados. Só em dívidas com os servidores em recolhimentos que deixaram de ser feitos e consignados, a prefeitura encontrou um rombo de R$ 119 milhões e já quitou R$ 68 milhões e parcelou o restante. Só a folha de pagamento do funcionalismo soma R$ 525 milhões por ano.

Petrópolis ainda recuperou  R$ 134 milhões que estavam sendo perdidos de verbas federais e retomou obras abandonadas na habitação, creches, quadras, o Centro de Iniciação Esportiva do Caxambu e unidades de saúde. Era uma soma expressiva de dinheiro que a cidade não iria mais ver e agora está transformando estas estruturas em realidade. A cidade tem a UBS de Araras em fase final, a UBS da Posse que finaliza em dois meses e a UPA dos distritos que inicia operação no primeiro semestre. São ações importantes para os distritos onde residem perto de 100 mil pessoas. Trazer recursos e utilizar verbas próprias para essas ações são essenciais para atender a população que mais precisa. Então, o desafio foi pagar dívidas e conquistar o que era necessário para obras como estas.

O orçamento também precisou ser revisto. Este ano a Prefeitura aplica R$ 374 milhões na Saúde, mais de 31% de todo o orçamento  para conseguir atender a população com 1,3 milhão de consultas, exames, cirurgias e procedimentos, número alcançado em 2018. E tem ainda 42 mil alunos com merenda de qualidade e a cidade vai aplicar R$ 12 milhões em 2019 só na compra de alimentos para as escolas.

O maior presente à população está sendo preparado e quase pronto: as 776 unidades do Vicenzo Rivetti. Petrópolis nunca teve uma política habitacional consistente e a prefeitura conseguiu alcançar este objetivo. O município entregou já 96 apartamentos na Posse, reformamos 24 que foram entregues de forma inadequada no governo passado, uma obra que se arrastava desde 2011 e está concluindo 776 unidades no Vicenzo Rivetti, obra que estava parada desde 2014. A prefeitura está contratando mais 1.028 unidades junto ao governo federal e vamos chegar a 2020 com mais de 2 mil unidades.

 Estruturar obras e serviços é obrigação dos governos com as próximas gestões. Ou se saneava as contas agora e colocava a casa em ordem ou Petrópolis não seria mais governável nos próximos anos. O ônus disso é grande, mas a população reconhece o que a prefeitura conseguiu fazer e apoia muito.

Governo está mobilizado para atuar em conjunto com o SOC na liberação de recursos do Estado

Equipes da Defesa Civil, Saúde e Assistência Social estiveram mobilizadas na manhã desta sexta-feira (15.03) no Sanatório Oswaldo Cruz (SOC), após o incêndio que atingiu o prédio anexo do hospital na noite de ontem. A prefeitura fez a doação de materiais como jogos de lençóis com fronhas, toalhas, cobertores e fraldas. A lavanderia do Hospital Alcides Carneiro (HAC) foi colocada à disposição para atender às necessidades do sanatório. O governo municipal também está mobilizado para atuar em conjunto com a direção do SOC para a liberação de recursos do Estado.

A prefeitura vai buscar os recursos na Secretaria Estadual de Saúde para a restauração do setor afetado. Além disso, trouxe doações de material e abriu a lavanderia do HAC até que a situação seja normalizada. O município está atuando junto para minimizar os impactos causados pelo incêndio.

Desde a noite de quinta-feira (14.03), as equipes da prefeitura estão mobilizadas no apoio ao SOC. O incêndio começou por volta das 20h30 e atingiu o bloco onde funcionava o almoxarifado e a lavanderia. Pela distância entre os dois departamentos e os leitos do hospital – o imóvel onde ficam os pacientes não foi atingido e não corre riscos – as equipes do Corpo de Bombeiros e da prefeitura avaliaram que não havia a necessidade da remoção dos atendidos. Ninguém ficou ferido.

São prédios distintos, portanto, não há riscos para os pacientes. O incêndio destruiu o telhado e atingiu as paredes, sem danificar os equipamentos do hospital. O prédio segue interditado até que sejam feitas as reformas necessárias.

O Bazar 0800, mantido pela Assistência Social, vai ceder roupas para os pacientes da unidade de saúde. Foram entregues 200 jogos de lençóis com fronhas, 100 toalhas, 100 cobertores e fraldas. Além disso, a Secretaria de Saúde conseguiu, através da Sociedade Brasileira de Hotelaria, a doação de lençóis e toalhas, que chegam na semana que vem.

O sanatório presta serviço a prefeitura por convênio com governo do Estado e município. Ao todo, são 240 leitos do SUS – 180 do município e 60 do Estado. A unidade oferece um suporte significativo para a rede pública no acolhimento de pacientes que necessitam de cuidado contínuo. A prefeitura vai atuar em parceria para o restabelecimento do local.  

Órgão também fez ação educativa nos polos de moda e distribuição de bolo aos consumidores

A Oi continua liderando o ranking de reclamações do consumidor petropolitano, com 217 queixas só em 2019. A lista, divulgada pelo Procon nesta sexta-feira (15.03), Dia do Consumidor, traz ainda a Enel, com 74 reclamações em segundo lugar, a Águas do Imperador que teve 56 queixas, o banco Bradesco com 46 e a operadora de telefonia Claro, com 46. Ao longo do dia, a equipe do órgão esteve nas ruas distribuindo o Código de Defesa do Consumidor e, quem foi até à sede do Centro, recebeu um pedaço de bolo.

O Top 10 é completado ainda pela Casas Bahia (39 reclamações), Itaú (38), Caixa Econômico Federal (26), Tim (17) e Sky (14).

Uma lista negativa, mas, felizmente, o Procon tem uma taxa de resolutividade superior a 90%, ou seja, o problema existe, só que na grande maior das vezes ele é resolvido.

Uma nova lista, no entanto, com empresas cujo o compromisso com o consumidor é levado a sério, é o objetivo do Procon. Por isso, o órgão trabalha no Selo de Excelência Procon, que será disponibilizado anualmente a 30 empresas, de diversos segmentos, que passarem por uma série de requisitos preestabelecido pelo órgão. A primeira premiação ocorrerá em 2020 e as empresas já podem se inscrever para concorrer ao selo no próprio Procon.

Ação educativa e distribuição do CDC

A equipe do Procon foi às ruas para conversar com o consumidor petropolitano sobre seus direitos, distribuindo uma versão do Código de Defesa do Consumidor. A ideia é trabalhar a educação para o consumo, dando ao consumidor embasamento jurídico, utilizando o CDC, sobre o que pode cobrar na prestação de um serviço ou na compra de um produto. Além disso, a ideia é fazer com que a população realmente reclame e faça valer os seus direitos.

Uma pesquisa realizada pela FGV em 2011 apontou que apenas 16% dos consumidores já consultaram o Código e 62% afirmaram que nunca ou raramente reclamam quando enfrentam problemas de consumo ou não ficam satisfeitos com um produto ou serviço adquirido. E, embora a pesquisa seja antiga e este cenário esteja mudando, ainda são poucas as pessoas que realmente exigem os seus direitos.

Uma segunda equipe do Procon esteve nos polos de moda realizando esclarecimento aos empresários. Dicas sobre o como o empresário pode se portar diante das reclamações e o que realmente o consumidor pode exigir com base na legislação.

“É uma iniciativa louvável. Trabalho há mais de 60 anos com comércio e é a primeira vez que vejo o Procon tão atuante. Essa ação de ir nas lojas demonstra um compromisso e respeito não só com o consumidor, mas com os empresários”, destacou o comerciante José Queiroz. Já Andréa Cirino, que trabalho há 20 anos no setor destacou que o Código de Defesa do Consumidor é um aliado na hora de esclarecer as responsabilidades de empresa ou cliente. “Já precisei consultar algumas vezes e acho muito importante essa ação que o Procon está fazendo, com uma atuação efetiva”, destacou.  

Bolo e bolas para receber o consumidor

E foi em ritmo de festa o expediente da equipe do Procon nesta sexta. Cada consumidor que chegava ao local era recebido com decoração temática e um grande bolo, além de refrigerante. O Procon só existe porque as pessoas buscam o apoio para resolver suas demandas.

O Dia Mundial do Consumidor surgiu há 57 anos como forma de promover uma reflexão sobre os direitos do consumidor. Em 1962 desse mesmo dia, o ex-presidente norte-americano, John F. Kennedy foi ao Congresso americano e defendeu os direitos dos consumidores, dentre eles o acesso à informação e a garantia que o cliente deve ser ouvido. Em 1985, a ONU, influenciado pela fala de Kennedy, aprovou diretrizes que ajudaram a construir leis que aprimoraram as relações de consumo ao redor do mundo, como é o caso do Brasil e do Código de Defesa do Consumidor, sancionado em 1990.

Cidade terá homenagens, bolo, esporte e recreação infantil

Nascida pelo sonho de D. Pedro II, Petrópolis completa 176 anos neste sábado, 16 de março. Em meio a uma natureza impecável e patrimônio histórico e cultural que atraem visitantes de todo o mundo e impressionam até os próprios moradores, a Cidade Imperial é hoje um dos mais importantes municípios do estado do Rio de Janeiro. Para comemorar a data, haverá homenagens ao major Julio Frederico Koeler – que projetou a cidade - e à D. Pedro II, além de corte de bolo para a população, celebrações religiosas e ainda atividades esportivas e de lazer para as crianças, no domingo (17). O aniversário da cidade de Pedro ainda vai contar com gratuidade para quem quiser visitar o Museu Casa de Santos Dumont e o Museu Imperial – principais atrativos do circuito histórico. 

As solenidades começam às 9h30, com uma missa, na Catedral São Pedro de Alcântara. Logo em seguida, às 10h30, haverá a homenagem ao major Júlio Frederico Koeler, que projetou o município, na Praça Princesa Isabel, e, em seguida, às 11h, o homenageado será o imperador D. Pedro II, que sonhou em transformar a Fazenda do Córrego Seco em cidade. O evento acontece na Praça Dom Pedro, onde também será distribuído o bolo de aniversário. Serão 100 quilos de bolo para a população, e o evento vai contar com a participação de importantes personagens da nossa história: atores interpretando a Princesa Isabel e Santos Dumont. Mais tarde, às 19h, haverá um culto solene no Palácio de Cristal.

Petrópolis tem avançado a cada ano, em todos os setores. É uma cidade linda, que merece comemorar esses 176 anos. O município tem uma importância histórica reconhecida em todo o país e admirada no mundo. A cidade ainda tem muitos desafios para vencer, mas hoje é momento de comemora a história, as conquistas e também os avanços. .

As comemorações vão se estender até domingo. A Rua do Imperador – no trecho entre a Praça Dom Pedro e a Rua Marechal Deodoro – vai contar com uma série de atividades recreativas e de lazer voltadas para o público infantil, com atividades de 8h às 16h. No mesmo dia, no Centro de Iniciação ao Esporte, no Caxambu, acontece a Copa Imperial de Basquete, a partir das 9h. Além disso, o Circuito de Lazer da Av. Barão do Rio Branco funciona normalmente, assim como estarão abertos o Parque Municipal, em Itaipava, e o Parque Natural, na Avenida Ipiranga, opções para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou de skate.

Atrativos com promoções especiais

Além do Museu Casa de Santos Dumont, que funciona normalmente, de 9h às 17h, e terá gratuidade para todos os visitantes, outros atrativos turísticos também oferecem condições especiais em homenagem ao aniversário da cidade.  O Museu Imperial, principal museu da cidade, também terá entrada gratuita, com funcionamento de 10h30 às 18h. O atrativo ainda terá preço especial, de R$ 5, para o Espetáculo Som e Luz, às 20h, e de R$ 8 para o Sarau Imperial, às 13h30 e às 18h. O Tour Cervejeiro da Bohemia, que funciona de 10h às 18h, custará R$ 10 para moradores da cidade. Mesmo preço e condições para o Museu de Cera, que abre de 10h às 18h. Já o Museu de Porcelana custará R$ 8, de 9h30 às 17h, também para moradores.

Além desses, todos os atrativos turísticos da cidade funcionam normalmente no feriado de aniversário da cidade.

A história da cidade

Quando D. Pedro I pernoitou na fazenda do padre Correia, de passagem pelo Caminho do Ouro que o levaria às Minas Gerais, lá pelo ano de 1822, Petrópolis não sabia, mas dava o primeiro passo para ser fundada no futuro. O clima agradável e a natureza exuberante fizeram com que ele comprasse uma fazenda vizinha, a Fazenda do Córrego Seco, com a intenção de construir um palácio para receber, por exemplo, comitivas vindas da Europa, não acostumadas com o clima quente do Rio de Janeiro.

Com a abdicação e morte de seu pai em 1834, D. Pedro II herda essas terras e também o encantamento pela região. Até que no dia 16 de março de 1843, ele faz nascer, enfim, Petrópolis. D. Pedro II fez daquelas terras sua cidade de veraneio e o município foi crescendo a partir daí, tendo sido projetada pelo major Koeler e construída com a ajuda de imigrantes europeus, principalmente alemães.

Petrópolis já foi capital do Império e centro da atenção nacional, e também capital do estado do Rio de Janeiro. Já hospedou diversos presidentes da república. O presidente João Figueiredo atribuiu à cidade o título de Cidade Imperial, como é conhecida até hoje.

Atualmente, a cidade comemora avanços: é o maior PIB da Região Serrana, com mais de 10 mil empresas, 11 mil microempresas e mais de 20 mil microempreendedores individuais. Tem ainda o maior shopping a céu aberto da América do Sul, a Rua Teresa, com 750 lojas, e outros importantes polos de moda, como no Bingen, Itaipava e na Rua 16 de Março. O município está entre os mais importantes polos de ciência e tecnologia do país, com mais de 100 empresas de tecnologia, além de ser formadora de mão de obra, com oito universidades. O clima típico das montanhas, a história do Brasil enraizada pelos quatro cantos da cidade, as belezas naturais, a segurança, o povo acolhedor e restaurantes e hotéis para todos os gostos, além da vocação com os esportes de aventura e a fabricação de cervejas artesanais, também fazem de Petrópolis, hoje, uma referência. A cidade também comemora a marca de 2 milhões de visitantes por ano.

Yoga, shiatsu, acupuntura, a fitoterapia, os florais e outros métodos são oferecidos pelo SUS há seis meses

Com bons resultados de adesão pelos usuários da rede pública de saúde, as Práticas Integrativas Complementares (PICs) foram tema da Pré-conferência de Saúde realizada nesta quinta-feira (14.03). Há seis meses implantados na rede de atenção básica do município, os tratamentos alternativos já foram oferecidos para cerca de mil pessoas nas quatro unidades das Academias da Saúde do município. Durante o encontro, que reuniu profissionais da área de saúde e representantes da sociedade, integrantes do Conselho Municipal da Saúde, no Palácio Quitandinha, foram discutidos os benefícios dos métodos aplicados e a importância da manutenção dos serviços e adoção das práticas.

A pré-conferência antecede as discussões que serão levadas para a Conferência Municipal de Saúde, que será realizada nos dias 29 e 30 de março. A discussão sobre as PICs teve como objetivo demonstrar os resultados do processo de implantação do método voltado para o tratamento de doenças e melhoria de qualidade de vida, que teve início, a partir de debates feitos com a sociedade e órgãos competentes.

Essa é uma conquista adquirida a partir de discussões com a sociedade. A expectativa é de que para a próxima conferência surjam novas propostas para a rede pública.

Os tratamentos alternativos das PICs são oferecidos nas Academias da Saúde do Vale do Carangola, Itaipava, Castelo São Manoel e Quitandinha. As unidades além de oferecer atividades físicas e educativas para o público de todas as idades passou a contar com tratamentos como yoga, bio pilates, ginástica funcional, alongamento, fisioterapia, shiatsu, acupuntura, fitoterapia, florais, shantala, rodas de conversa, além de teatro, dança de salão, capoeira e jump.

A questão das PICs vem sendo discutida há muito tempo. São tratamentos alternativos de fundamental importância para a promoção de saúde e prevenção de doenças. É preciso que as pessoas participem das conferências para trazer as ideias e a Secretaria de Saúde é uma executora das propostas da população de determinações do Ministério da Saúde. Durante o evento o representante do Conselho Municipal da Saúde, Danati Canna Caleri apresentou os avanços obtidos na saúde pública desde a criação do SUS e debateu sobre o tem da próxima e enfatizou o tema da próxima Conferência, que vai tratar da saúde como um direito de todos.

A coordenador das academias da saúde Márcia Verônica Ferreira, ressaltou o quanto as práticas integrativas se tornaram fundamentais para o atendimento da população. Os diferentes métodos oferecidos têm se mostrado como alternativas de grande relevância para a garantia da qualidade de vida da população. Atualmente os tratamentos são oferecidos com regularidades. “Hoje temos agendamentos para dois meses de atendimento. As PICs são complementares aos tratamentos indicados pela rede e muitas das vezes contribuem para a redução de uso de medicamentos. Hoje nas academias oferecemos tratamentos para o corpo e alma”, destaca Márcia.

Profissionais da área de saúde debateram sobre a importância da discussão sobre a saúde pública para que haja cada vez mais avanços para o Sistema Único de Saúde.

Mais 350 trabalhadores terão o enquadramento por tempo de serviço liberado em março

A prefeitura está liberando este mês o enquadramento por tempo de serviço – quinquênio – para mais 350 servidores da Educação.  Em fevereiro, mais 330 tiveram a progressão incorporada ao salário. Com mais uma ‘leva’ de incorporações, a Prefeitura alcança já 1.350 servidores da Educação. Os quinquênios começaram a ser liberados pelo poder público em outubro de 2018 – após seis anos de congelamento.

O calendário de pagamento será cumprido até que 2.662 servidores tenham o enquadramento adicionado ao salário. O poder público está honrando com o compromisso de colocar em dia o pagamento, mas sempre com responsabilidade. Aos poucos, a prefeitura está vencendo as dificuldades orçamentárias o que permite atender as demandas dos servidores.

O descongelamento do quinquênio começou em outubro de 2018, com 60 servidores beneficiados. Em novembro do mesmo ano, foram 152 e em dezembro 216 servidores também tiveram o quinquênio adicionados aos vencimentos. No inicio do ano, em janeiro, 250 servidores tiveram a progressão adicionada aos salários e em fevereiro mais 330 e outros 350 este mês.

Vale salientar que o pagamento do quinquênio está previsto no Plano de Cargos Carreiras e Salários da Educação. Além desse pagamento, a prefeitura está dando continuidade à concessão de licenças prêmios.

Essa iniciativa mostra a valorização profissional do servidor que atua com os alunos da rede municipal de Educação. A prefeitura continuará acompanhando as liberações até que todos sejam beneficiados.

A atividade acontece também no CRAS no Quitandinha

Com o objetivo de inserir os jovens no mercado de trabalho, principalmente na busca pelo primeiro emprego, a Secretaria de Assistência Social, em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), está oferecendo, pela primeira vez, aulas de capacitação com o Programa Jovem Alerta, no Centro de Referência da Assistência Social (CRAS), em Itaipava.  As inscrições ainda estão abertas e podem ser feitas no próprio CRAS até o dia 21.03, para jovens de 14 a 22 anos.

O Programa começou nesta sexta-feira (15.03) no CRAS, em Itaipava e na quinta-feira (14.03) no CRAS Quitandinha. A previsão, é que ao longo do ano a capacitação aconteça também no CRAS Centro e CRAS Corrêas. Ao final do curso, os alunos receberão um certificado de participação que poderão incluir como um diferencial no currículo.

É muito importante que os jovens recebam esta capacitação para que consigam entrar no mercado de trabalho com mais qualidade e valor. É um incentivo para que eles consigam o primeiro emprego. O Programa começando no CRAS Itaipava, consegue atender aos alunos da região, que já saem do curso encaminhados para o banco de vagas do programa de estágio e aprendizagem do CIEE.

Durante o primeiro encontro 30 jovens participaram das aulas, que abordam cidadania, dicas para montar o currículo, instruções para entrevista de emprego, dicção, trabalho legalizado e juventude.

“Vejo uma evolução grande quando eles começam o curso. Fazemos eles refletirem sobre o mercado de trabalho, quais os objetivos de vida e trabalhamos muito a questão da meta, onde eles querem chegar? A importância da perspectiva e planejamento”, contou a psicóloga Vanessa dos Santos Maluf, que ministrou a primeira aula no CRAS Itaipava.

O estudante Alexandre Maia da Silva, fez a inscrição no CRAS e chamou os outros amigos para participarem. “É uma oportunidade que a gente tem de se preparar para entrar no mercado. Aqui a gente se qualifica para conseguir um emprego melhor. Hoje eu faço free lancer, nos finais de semana, mas tenho certeza que sairei do curso com muito mais chances de um emprego fixo”, disse Alexandre que mora em Araras e estuda na Escola Municipal Cândido Portinari.

O CRAS Itaipava fica no Centro da cidadania - Estr. União e Indústria, 11.860.

O 5° Fórum Estadual de Gestores Municipais de Juventude, o FORJUVE, realizado na última quarta-feira (13.03), elegeu o coordenador de políticas para a juventude, Wesley Barreto, como novo presidente. A votação e a solenidade de posse aconteceram na Câmara Municipal de Duque de Caxias, com a presença de 14 gestores e secretários de vários municípios do Rio de Janeiro. Wesley Barreto, foi eleito com unanimidade de voto, e irá presidir o fórum pelos próximos dois anos.

O FORJUVE tem o objetivo de fomentar políticas públicas para a juventude e incentivar a criação de órgãos direcionados aos jovens em todos os municípios do estado. O Fórum é composto por todos os representantes de coordenadoria de juventude dos municípios do estado do Rio, sejam eles secretários, coordenadores ou assessores. Entre as finalidades do FORJUVE, estão a colaboração com o poder público no planejamento, na administração e na implementação das políticas públicas, de modo a incentivar a integração e a participação do jovem nos processos social, educacional, econômico, político e cultural em todo o Estado.

“Estar à frente do FORJUVE-RJ é uma honra e um grande desafio. Fico feliz em poder representar a cidade de Petrópolis na presidência do Fórum Estadual, e também pelo reconhecimento dos demais gestores municipais de juventude, ao me eleger presidente, devido ao trabalho que venho exercendo com os jovens petropolitanos. Agora tenho a responsabilidade de contribuir com a juventude de todo o Estado. Minha gestão no FORJUVE, será empenhada em fomentar cada vez mais políticas públicas para os jovens em todos os municípios, garantindo que o estatuto da juventude seja cumprido”, destacou Wesley Barreto.

A Guarda Civil realizou nesta sexta-feira (15.03) um curso de atualização de agentes que atuam na orientação do trânsito da cidade. Oito agentes participaram desta que foi a primeira etapa do curso – outras duas ainda aconteceram neste semestre. O objetivo é esclarecer os guardas sobre as recentes alterações nas legislações e práticas do trânsito, principalmente para novos agentes que serão preparados para integrar o serviço nas ruas.

Um dos pontos abordados pelo chefe do setor de ensino da corporação, guarda Leandro da Silva, foi sobre as irregularidades mais comuns observadas no trânsito em Petrópolis, como uso do celular ao volante e estacionamento irregular.

“Muitas das vezes os congestionamentos ocorrem por causa de estacionamento irregular, ocupação errada de vagas destinadas a um público. Então chamamos a atenção para que o guarda fique atento nessas questões para poder dar uma melhor fluidez ao trânsito”, explicou Leandro.

Outro assunto do curso foi a placa unificada adotada nos países do Mercosul, que passaram a ser usadas em setembro do ano passado, começando no Brasil pelo estado do Rio de Janeiro. Ela possui um sistema de números e letras diferente do padrão antigo, mas ainda não é obrigatório para todos os veículos. Hoje, ela exigida apenas para veículos novos, que passaram por transferência de propriedade, que mudaram de município, que mudaram de categoria (por exemplo, um táxi que passou a carro de passeio) ou aqueles em que a placa não foi aprovada em vistoria.

A Guarda Civil tem mais de 90% da corporação capacitada para atuar no trânsito e mantém, normalmente, um efetivo de 30 homens nas ruas do Centro e dos distritos.

“Esses cursos são frequentes e de extrema importância para capacitar o guarda para os mais diferentes trabalhos em que eles podem ser requisitados. Em 2019, além dos 12 previstos no início do ano, já estão sendo feitos outros, como o que começa na semana que vem que vai abordar a Lei Maria da Penha e a atuação dos agentes em casos de violência contra a mulher”, destaca o comandante da Guarda, Jeferson Calomeni.

O projeto realizado pela Guarda Civil em parceria com a Secretaria de Educação – Programa Promotores da Paz (Proppaz), iniciou as atividades do ano letivo, nesta sexta-feira (15.03), no Instituto Metodista de Petrópolis. Mais de 50 alunos entre o oitavo e nono ano participaram da aula, que acontece uma vez por semana até o mês de julho, quando encerra o primeiro semestre.

Em 2018, o Proppaz se tornou política pública e será permanente nas escolas do município. O objetivo do programa, que existe há 10 anos, é promover a cultura de paz com ensinamentos sobre valorização da família, cidadania, prevenção do uso de drogas, educação ambiental, motivação, além de educação no trânsito.

“Queremos construir uma cultura de paz nos jovens. Hoje as aulas foram bem produtivas, os alunos participaram bastante. Esse é o trabalho que queremos fazer, de prevenção e conscientização dessa nova geração”, frisou o instrutor Guarda Civil, Leandro Melo. O primeiro dia de aula os agentes ministram as aulas sem a farda da Guarda para não causar impacto nos alunos no primeiro encontro. “A equipe vai à paisana para que os alunos vejam que os agentes são pessoas comuns e estão ali para agregar e não reprimir”, completou o comandante da Guarda Civil, Jeferson Calomeni. 

Durante os encontros, são debatidos temas como bullying, são apresentados filmes didáticos sobre comportamento, atividades com conteúdo histórico, passeios nos parques e pontos turísticos da cidade e os “Jogos da Paz” com tarefas lúdicas e esportivas. Os participantes também conhecem o trabalho do canil da Guarda Civil para detecção de drogas e segurança de grandes públicos. Todas as ações são acompanhadas pelos instrutores José Augusto Antônio Carvalho, Leandro Melo e em treinamento Marcelo Luiz da Silva Ferreira.     

“Esta é a segunda vez que o Proppaz vem para escola e tivemos uma experiência muito positiva. Os instrutores conseguiram uma comunicação muito boa com os alunos. Os temas abordados foram muito proveitosos. Selecionamos turmas de forma estratégica para receber o programa e nosso resultado foi positivo. Os alunos começaram a se relacionar melhor e até o comportamento com os professores mudou. Por isso pedimos para que o Proppaz retornasse este ano para a escola”, destacou o diretor pastoral Augusto de Souza Menino.

Segunda via pode ser retirada pela internet ou no Centro de Cultura

Interessados em aproveitar o desconto de 5% no pagamento da cota única do Imposto Predial Territorial e Urbano (IPTU-2019) têm até a próxima quarta-feira (20.03) para quitar o imposto. Contribuintes que precisarem retirar a segunda via do boleto para pagamento podem acessar o site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). Na página principal o contribuinte deve clicar no banner “IPTU 2019”.  Em seguida, para fazer a emissão do boleto, basta que o interessado informe o número de inscrição do imóvel.

É a última oportunidade para quem quiser economizar aproveitando o desconto. É muito importante para o município que aqueles que puderem façam o pagamento em cota única. O IPTU é a segunda maior fonte de arrecadação do município, um recurso fundamental para custear por exemplo, a compra de medicamentos para pacientes, merenda para os alunos das escolas, melhorias na pavimentação de vias públicas, entre outros serviços importantes no dia a dia da população.

Aqueles que preferirem podem fazer a retirada da segunda via do boleto presencialmente no Centro de Atendimento ao Contribuinte montado pela Secretaria de Fazenda em um espaço no térreo do Centro de Cultura Raul de Leoni. O espaço funciona das 9h às 17h e conta com guichês e equipe treinada para atender com agilidade o contribuinte. O atendimento é feito com sistema de senhas – com prioridade para idosos, gestantes e pessoas com deficiência. No local, o contribuinte pode solicitar também a atualização do endereço para receber correspondências da Secretaria de Fazenda. 

Tanto a atualização cadastral quanto a retirada de segunda via podem ser feitas pela internet, mas, para aqueles que preferem o atendimento presencial, há a opção de atendimento no Centro de Cultura, que está funcionando muito bem. Ano a ano, a Secretaria de Fazenda tem percebido uma redução no número de pessoas que buscam o atendimento presencial.  

Petrópolis tem hoje 116.051 imóveis são cadastrados pela Secretaria de Fazenda, sendo 93.143 deles referentes a áreas construídas e outros 22.908 referentes a terrenos.

Programação vai atender cerca de 500 alunos ao longo da próxima semana

Envolvendo cerca de 500 alunos, as atividades presenciais dos agentes no Defesa Civil nas Escolas atendem seis escolas na próxima semana. O calendário começa na segunda-feira (18.03) pela E.M. Santa Bernardete, em Araras. Estudantes do terceiro ao quinto ano, com idade entre 8 e 11 anos, vão brincar com o jogo da turma do Pedrinho, que ensina de forma lúdica as medidas adotadas em casos de ocorrências causadas pelas chuvas fortes. Os mais velhos participam de uma roda de conversa com representantes da prefeitura sobre educação ambiental, bem-estar animal e de percepção de riscos.

As atividades também serão realizadas na E.M. Duque de Caxias, no Quissamã, na terça-feira; no Colégio Santa Catarina e na Creche São José do Itamarati, na Montecaseiros, na quarta; na Escola Municipalizada Pedro Amado, na Serra Velha, na quinta; e encerrando a programação da semana na Escola Sesi, no Bingen, na sexta. Até o final do mês março, outras seis escolas – municipais, particulares e estaduais - também serão atendidas.

Paralelo à presença dos agentes, as escolas seguem elaborando seus próprios trabalhos. Assim como no ano passado, a E.M Paulo Freire foi a primeira a entregar as atividades deste semestre, que abordam as ameaças do inverno: incêndios florestais, educação ambiental e estiagem. Os alunos devem elaborar, ao menos, uma atividade até o final deste período. O prazo máximo de entrega dos trabalhos é o dia 30 de junho.

Com 234 áreas de risco alto ou muito alto, a prefeitura segue investindo em ações antecipadas, que minimizam o risco de ocorrências, além da retomada de programas habitacionais. Com 920 unidades concluídas até julho, a gestão registra o marco de ter desenvolvido a maior produção habitacional popular já realizada na cidade.

É uma política pública inédita no país e que está se tornando referência em como trabalhar a prevenção aos desastres nas escolas. Em outra frente de trabalho, a prefeitura retomou programas habitacionais, para destinar imóveis para pessoas que vivem em área de risco ou em algum momento já foram vítimas de desastres das chuvas e perderam suas casas.

Neste ano, o programa foi ampliado para as escolas da rede pública e privada que contam com educação infantil. Outra novidade é a inclusão do bem-estar animal como tema de discussão em sala de aula. Em 2018 – primeiro ano da política pública - foram realizadas 170 atividades dentro do Defesa Civil nas Escolas. A ideia é que mais trabalhos sejam realizados neste ano.

É preciso conscientizar as crianças sobre os riscos que existem na cidade. A ideia de transformar a forma de pensar da população passa diretamente pelo ensinamento nas escolas. É preciso trabalhar desde a infância a percepção de riscos para minimizar as consequências de desastres.

Apesar de estar em prática apenas desde o ano passado, o programa já rendeu um prêmio para a prefeitura. O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) vai entregar um pluviômetro semiautomático e um kit educativo para serem usados dentro da política pública. A contemplação acontece dentro da campanha nacional #EducarParaPrevenir, criado pelo órgão nacional para as melhores atividades do país focadas em ERRD – Educação em Redução de Riscos de Desastres.

O reconhecimento nacional é a prova que o município está no caminho certo. É preciso pensar no presente um futuro resiliente para Petrópolis.

Torneio promovido pela prefeitura vai reunir mais de 70 atletas em seis equipes e faz parte da comemoração do aniversário da cidade

Com a presença de mais de 70 atletas amadores, a Copa Imperial de Basquete vai agitar o Centro de Iniciação ao Esporte, no Caxambu, no próximo domingo (17.03). Participam seis equipes – sendo duas de Petrópolis – em uma competição criada pela prefeitura para incentivar os atletas da cidade. O torneio faz parte da programação esportiva em comemoração ao aniversário de 176 anos do município.

No grupo A estão as equipes do Serra Basketball (Petrópolis), Strongs Basketball (Duque de Caxias) e o Basquete Avelarense (Avelar). Na chave B se enfrentam a Atlética de Direito da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), Locomotiva (Vassouras) e o Comary Basquete (Teresópolis). As duas melhores equipes na primeira fase se enfrentam na decisão, marcada para às 14h.

Criado há pouco mais de três anos, o Serra Basketball surgiu para atender a demanda dos amantes da modalidade na cidade e garante que vai representar bem o município na competição. “É aniversário de Petrópolis e esperamos fazer uma grande competição. O incentivo da prefeitura é importante, abrindo mais espaço para os nossos atletas, além de ser uma oportunidade para conseguirmos apoio da iniciativa privada”, explica o analista de sistema Régio Pires, responsável e jogador da equipe.

“Estamos lutando para inscrever nosso time na liga amadora do Estado do Rio de Janeiro. O basquete está crescendo em Petrópolis, cada vez mais crianças e adolescentes estão jogando e se interessando pela modalidade. Quanto mais espaço, melhor para todos os praticantes, principalmente para os mais jovens”, afirma Régio.

Desde o início da gestão da prefeitura, a modalidade está sendo incentivada em todo o município. Inaugurado em 2017, o núcleo do Flamengo em Petrópolis funciona em parceria da prefeitura, através da Superintendência de Esportes e Lazer, com o time carioca e a Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude.

A escolinha do Flamengo colocou modalidade em outro patamar na cidade, abrindo uma grande oportunidade para os jovens. Além disso, os jogos estudantis também comprovam que o basquete está crescendo, ganhando novos adeptos, e por isso, a prefeitura segue incentivando as equipes da cidade.

Os jogos estudantis também ganharam destaque na atual gestão e estão fortalecidos, com a participação de 44 escolas das redes municipal, estadual, federal e particular na disputa do último ano. Uma das modalidades mais procuradas pelas instituições de ensino foi o basquete, que encerrou a programação dos jogos no ano passado.

Foram mais de 500 alunos participando do basquete em três categorias no ano passado. A ideia é incentivar cada vez mais o basquete, não apenas nas escolas, mas também organizando eventos e dando suporte para as equipes amadoras.

Além da Copa Imperial de Basquete, a prefeitura também vai promover outras ações esportivas no domingo, como parte das comemorações do aniversário de Petrópolis.  A Rua do Imperador – no trecho entre a Praça Dom Pedro e a Rua Marechal Deodoro – vai contar com atividades recreativas e de lazer voltadas para o público infantil de 8h até 16h.  Além disso, o Circuito de Lazer da Barão funciona normalmente, assim como estarão abertos o Parque Municipal, em Itaipava, e o Parque Natural, na Avenida Ipiranga, opções para quem gosta de correr, andar de bicicleta ou de skate.

Desde o início da gestão, a prefeitura colocou as mais diversas modalidades esportivas nos principais eventos da cidade. É uma forma de oferecer mais saúde e qualidade de vida, proporcionando também opções de lazer para toda a família.

Alunos participarão de palestras e oficinas

O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado anualmente em 21 de março. A data foi criada para conscientizar as pessoas sobre a importância da luta pelos direitos igualitários, o seu bem-estar e a inclusão das pessoas com Down na sociedade. E foi pensando em chamar a atenção do público juvenil para o tema, que a EM Monsenhor João de Deus Rodrigues vai realizar ao longo da próxima semana uma programação especial, inclusive promovendo um encontro com o judoca Matheus Domingues Moreira.

Localizada em Pedro do Rio, a EM Monsenhor João de Deus Rodrigues atende mil alunos, sendo que 28 participam das aulas nas salas de recursos multifuncionais. A escola é um ponto de referência para a rede municipal porque, além de oferecer atendimento de qualidade, oferta atividades gratuitas para a comunidade e mantém o projeto de inclusão que atende alunos de onze escolas nas aulas de natação. E agora programou atividades especiais que, com certeza, farão a diferença na vida escolar desses alunos.

Na segunda-feira, os alunos conhecerão um pouco da história do judoca Matheus Domingues Moreira, petropolitano, que nasceu com síndrome de down, e vem se destacando no esporte: ele já participou de competições em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, como a IV Copa São Paulo de judô pata todos, Copa Rio de Janeiro Internacional e o Festival de Judô Olimpíadas Especiais Brasil / Arnold Classic 2016.

É importante para os alunos conversar sobre a inclusão. A Monsenhor João de Deus Rodrigues está de parabéns pela iniciativa. A inclusão é um exercício diário e deve contar com a cooperação de toda a comunidade escolar, por isso que esse tipo de atividade pode e deve ser replicada na rede municipal.

Na terça-feira (19.03) vai ocorrer uma apresentação especial de judô às 14h. Nesse dia, os estudantes participarão de uma roda de conversa dos pais do Matheus com os professores. No dia 20 um filme sobre a síndrome de down será apresentado para alunos e no dia 21 os alunos serão incentivados a participar de uma oficina de produção textual.

“A ideia de criar essa programação surgiu em conjunto com os profissionais que atuam na sala de recurso da escola. A intenção é de fazer com que os alunos tenham mais acesso a informações sobre a síndrome de down. Os pais do Matheus gentilmente participarão de uma roda de conversa com os alunos e professores, uma ótima oportunidade para conscientizar sobre a importância da convivência do aluno de down com os alunos da turma”, explicou o diretor da EM Monsenhor João de Deus Rodrigues, Ney Marcos de Paula Júnior.

Atrativo vai contar com atividades especiais para comemorar a data

Além de Petrópolis comemorar os seus 176 anos neste sábado, 16 de março, a data também marca o aniversário do Museu Casa do Colono. Completando 43 anos de fundação, o atrativo – dedicado à memória da colonização alemã no município - vai contar com atividades especiais para a garotada, como contação de história e recreação infantil, a partir de 11h. A entrada no museu e toda programação é gratuita.

A iniciativa, promovida pela prefeitura, conta com o apoio da historiadora e animadora cultural Vânia Nicolau, e o seu projeto autoral “Minha Cidade tem História para Contar”. Com o lema "é brincando que se aprende", o Museu tenta trazer o mundo mágico da imaginação para falar do passado, refletir sobre o presente e discutir de forma lúdica e educativa projeções para um futuro melhor.

O Museu carrega uma representação da maneira como a herança cultural germânica, trazida por quase 3 mil germânicos que chegaram no município no ano de 1845, definiu a cara de Petrópolis, já que a presença dos colonos na cidade está ligada à sua própria fundação e construção. Sábado é um dia especial, não só pelo aniversário da cidade, mas também por comemorar os 43 anos de fundação desse importante museu de Petrópolis, que preserva a história, as raízes da construção do município. É um dos principais atrativos turísticos da cidade, mas também de importância história essencial.

Inaugurado em 16 de março de 1976 como parte dos festejos oficiais em comemoração ao aniversário de Petrópolis, hoje, em 2019, o Museu Casa do Colono comemora 43 anos de fundação buscando fortalecer, cada vez mais, o seu papel social como instituição de memória, por meio de projetos educativos e campanhas de sensibilização da identidade local. Outroprojeto também lançado recentemente, por exemplo, foi a Campanha "Você faz parte dessa História", que busca incentivar a doação de acervos relacionados a memória da imigração germânica em Petrópolis, já tendo recebido importantes objetos.

A cultura precisa estar em constante movimento. Instituições como o Museu Casa do Colono merecem ações constantes, porque nos ajudam a conhecer o passado, a cultura dos antepassados, e entender melhor o presente.

O museu tem entrada gratuita. A visitação é de terça-feira a domingo, das 8h30 às 16h. Para programar uma visita, basta entrar em contato pelo email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. ou pelo telefone: (24) 2247-3715.

Conheça a história do museu

De autoria do então vereador Roberto Francisco, o projeto de criação do Museu Casa do Colono foi concretizado através de Deliberação Municipal em 14 de novembro de 1963. O imóvel escolhido foi a casa do imigrante germânico Johann Gottlieb Kaiser, construída em 1847. Coube então à bisneta de Johann Gottlieb Kaiser, Áurea Margarida Sutter, a venda da casa à Prefeitura Municipal de Petrópolis. A desapropriação foi autorizada e declarada de urgência no Decreto Municipal nº 7 de 16 de março de 1973. 

Os trabalhos de recuperação da centenária construção e levantamento de acervo histórico buscaram reestruturar a forma original da edificação simples, erguida com paredes de pau a pique, madeira para o vigamento e colunas sob alicerces de pedra bruta, com características semelhantes às habitações da antiga Simern e de aldeias às margens do Rio Mosel, na Alemanha do século XIX; retratando assim, o modo simples de vida dos primeiros colonos, e tornando-se símbolo da valorosa contribuição desses imigrantes para o nascimento e expansão da cidade. 

"Os museus são instituições culturais de extrema importância educacional e de discussão sobre a realidade social e perspectivas para o futuro. E o Museu Casa do Colono cumpre o seu papel de salvaguardar e difundir a memória dos trabalhadores germânicos que ajudaram a construir e desenvolver a cidade de Petrópolis, como rico Patrimônio Cultural local e nacional, transmitindo esses conhecimentos às novas gerações”, frisa a museóloga Ana Carolina Vieira.

O legado preservado pelo Museu Casa do Colono é hoje um importante patrimônio cultural da cidade (material e imaterial). Os indícios da memória germânica presente no cotidiano da cidade estão nítidos nos sobrenomes de moradores e, em nomes de ruas e de bairros pela cidade, inclusive no bairro onde o Museu está localizado, a Castelânea. Além da herança na arquitetura, nas danças, na comida, entre diversas outras.

A quantidade de recursos federais conquistada pela atual gestão em 2017 e 2018 soma R$ 19,6 milhões e supera em 120% do que os dois anos anteriores.  No primeiro semestre deste ano a expectativa é de que mais R$ 8 milhões sejam direcionados por meio de emendas parlamentares.  A captação de recursos do governo federal destinados por meio de emendas de deputados federais é uma das medidas da gestão para avançar em programas e ações. 

A prestação de contas com a correta aplicação das verbas estimula que deputado e o governo liberem mais pedidos.

O montante captado pela atual gestão é 120% maior do que as emendas parlamentares captadas nos anos de 2015 e 2016 – R$ 8,9 milhões -  e supera em 13,6% os recursos que a cidade recebeu entre 2014 e 2016 – R$ 17,2 milhões.

Na gestão foram 40 emendas captadas, 14 delas em 2017 e outras 26 ano passado. A área mais beneficiada foi a Saúde, que concentra metade dos projetos, num total de R$ 8,9 milhões para serem distribuídos entre a construção da Casa da Gestante; compra de equipamentos para UBS e PSFs; mamógrafo digital para o Hospital Alcides Carneiro; equipamentos e reforma do refeitório do Hospital Municipal Nelson de Sá Éarp; equipamento de densitômetro, ultrasson e computador para o HMNSE e controle de população e animais.  São R$ 4,3 milhões distribuídos em oito projetos captados em 2017 e R$ 4,5 milhões em 12 projetos conquistados este ano passado.

Recursos do Ministério das Cidades - R$ 5,5 milhões – viabilizam a execução de obras de prevenção como por exemplo, dragagem e contenção em localidades como Vital Brasil e Rua 1º de Maio, além de investimentos em pavimentação em vias como a Monsenhor Bacelar, Av. Koeler, localidades Vicenzo Rivetti e Castelânea, este último contemplando ainda a instalação de sinalização e melhorias em calçadas.

Para o setor de Turismo, foram garantidos R$ 3 milhões sendo parte dos recursos para iluminação de monumentos turísticos, parte para construção de praça em Itaipava e construção do espaço Beer Garden no Parque de Exposições de Itaipava além de reurbanização e criação de um Jardim Botânico no lago de Nogueira e ações para fortalecer o turismo na cidade.

A área de Esportes irá receber R$ 1,3 milhão, sendo distribuídos para reforma e cobertura da quadra na comunidade do Alemão, aquisição de equipamentos permanentes para a academia da terceira idade e implantação de núcleos de esporte para o desenvolvimento do programa Segundo tempo.

Mais emendas em 2019 já somam R$ 8,3 milhões

Emendas parlamentares deste ano darão um reforço de quase R$ 8,3 milhões ao caixa da prefeitura para investimentos em Saúde – compra de medicamentos, insumos e equipamentos; Educação – novos projetos em escolas; Obras e infraestrutura, como a pavimentação de vias públicas e construção de calçadas, por exemplo. Ao todo são 14 emendas apresentadas por parlamentares, cujos valores serão distribuídos em pelo menos 14 projetos.

A Saúde, por exemplo, recebeu em 2019 quatro emendas, que juntas somam R$ 1,9 milhão. Destes R$ 450 mil devem ser destinados a aquisição de equipamentos e R$ 1,4 milhão, em incrementos – compra de medicamentos e insumos para o atendimento nas unidades, por exemplo.  

Outros R$ 6,4 milhões – fruto de 10 emendas parlamentares – serão distribuídos em 13 propostas para investimentos em áreas como educação, cultura, segurança, esportes, assistência social, obras e infraestrutura. A área de segurança pública, por exemplo, receberá um aporte de R$ 500 mil destinados a instalação de câmeras de monitoramento, além de recursos para aquisição de veículos novos para a Guarda Civil.

Entre as propostas que receberão recursos está a pavimentação da Rua Getúlio Vargas, no Quitandinha; construção de calçadas em Araras; desenvolvimento de eventos esportivos; projeto de música nas escolas, além de projetos de regularização fundiária e recursos para apoio a entidades que prestam serviços de assistência social.

Fiscalização do Procon em um supermercado de Corrêas flagrou mais de 20kg de mortadela e queijo branco vencidos reetiquetados com uma nova data de validade. O órgão de defesa do consumidor acionou a polícia, que constatou a irregularidade. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, a prática é considerada criminosa. O estabelecimento foi autuado e a polícia abriu inquérito sobre o caso na 105ª Delegacia de Polícia. O material encontrado foi descartado. No mesmo supermercado também foram encontrados quase 20 quilos de alimentos com a validade vencida - em um dos casos, desde novembro de 2018.

Foram 12,5Kg de queijo branco e 8Kg de mortadela. No primeiro caso, o produto venceu em fevereiro e foi reembalado com data desta quinta (14) e com validade até o próximo dia 18. Já as peças de mortadela além de apresentar odor característico e coloração esverdeada, venceu no último dia 12 e foram reembaladas no dia seguinte, com uma nova validade afixada para o dia 17.Embora a nova etiqueta do supermercado indicasse o período dentro da validade, os fiscais verificaram que a do produto original apresentava a data antiga, comprovando a fraude.

Entre as irregularidades constatadas estão produtos vencidos, sem a data de validade, com a embalagem violada, além daqueles reembalados e com a validade adulterada. E os produtos foram dos mais variados: pães, carnes de boi, porco e de frango, requeijão, iogurte, bolos prontos, entre outros. Todos eles foram descartados na presença de um funcionário do estabelecimento com água sanitária.

A fiscal do Procon, Fernanda Tesch, explica que esse é um procedimento comum adotado quando produtos impróprios para consumo ou fora da validade são encontrados nos estabelecimentos. "É necessário fazer o correto descarte com produtos químicos para que estes produtos, que podem ser prejudiciais à saúde, sejam inutilizados. O produto é retirado da embalagem e o químico despejado em cima deles com um funcionário que serve de testemunha", explica a fiscal.

No auto de infração lavrado pelo Procon, foi considerado, entre outros, o artigo 66 do Código do Consumidor "fazer afirmação falsa ou enganosa, ou omitir informação relevante sobre a natureza, característica, qualidade, quantidade, segurança, desempenho, durabilidade, preço ou garantia de produto ou serviço". As punições vão desde multa à detenção do responsável entre seis meses e um ano.
A ação desta quinta faz parte da programação do Mês do Consumidor, comemorado nesta sexta (15). Ao longo da semana o Procon também fiscalizou postos de combustíveis e chegou a interditar um bico de gás no Quitandinha.

Bolo e ações para comemorar o Dia do Consumidor

Comemorado nesta sexta-feira, o Dia do Consumidor será celebrado com bolo em homenagem aos petropolitanos. Quem for à sede do órgão para fazer alguma reclamação ou tirar alguma dúvida, poderá fazer parte da ação em homenagem à população. Também nesta sexta, o órgão promove uma ação educativa, com equipes indo aos polos de moda fazer orientação aos lojistas e distribuindo à população o Código de Defesa do Consumidor.

O Programa Petrópolis Criança Cidadã (PPCC) recebeu novos alunos nesta quinta-feira (14.03) para os cursos técnicos profissionalizantes de mecânica, jardinagem, auxiliar de escritório, padaria e música. O projeto criado pelo 32º Batalhão de Infantaria Leve é desenvolvido no município em parceria com a Secretaria de Assistência Social e com a Vara da Infância e Adolescência. A iniciativa atende 40 jovens, entre 11 e 17 anos, que vivem em situação de risco social.

O objetivo do projeto é garantir uma ocupação que contribua para o desenvolvimento dos jovens, ocupando o período de contraturno escolar de modo a evitar a exposição a situações de vulnerabilidade. Os alunos recebem aulas e participam de atividades diariamente, na parte da manhã.

Implantado há 22 anos no município, o programa atende jovens de famílias acompanhadas pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS). Conforme disponibilidade de vaga, os jovens interessados são encaminhados para o programa em que recebem o suporte até alcançarem a maior idade. Além dos cursos profissionalizantes, o projeto oferece reforço escolar e faz o acompanhamento do desempenho dos estudos dos jovens. Para ser inserido no programa, o adolescente precisa estar matriculado em uma escola da rede pública.

A abertura da nova turma do ano contou com a presença dos pais dos alunos. Na ocasião, o juiz alertou para a importância da participação ativa dos pais para a criação dos filhos e formação de adultos responsáveis. “Tenho certeza que o melhor caminho para o futuro dos jovens é a educação. Esse é o maior bem que os pais podem deixar para seus filhos”, ressaltou o juiz Alexandre Teixeira de Souza, Titular da Vara da Infância e Juventude e do Idoso da Comarca de Petrópolis, que frisou a importância do projeto, que mantém os adolescentes longe da criminalidade.

A vendedora Gisele Aparecida Coelho, 38 anos, mora na Estrada da Saudade e estava com o filho de 14 anos, que vai começar o curso de mecânica. “Essa é uma excelente oportunidade, vai fazer com que ele tenha uma ocupação e ainda vai aprender algo que ele gosta”, destaca Gisele. Moradora do bairro Duarte da Silveira, a consultora de beleza, Viviane de Menezes, 39 anos, levou um dos cinco filhos na expectativa de garantir um futuro melhor. “Já tive uma filha detida e não quero isso para o futuro deles. Eles precisam de ocupação e aqui vão estar aprendendo algo importante para a vida. Fico muito contente em poder contar com ações como essa”, conta Viviane.

O capitão Celso da Silva Pinheiro, coordenador do projeto, destaca que o acompanhamento é feito com toda a família. “Quando identificamos qualquer dificuldade no desempenho do jovem conversamos com as famílias para que eles tenham um desenvolvimento de qualidade. Temos resultados muito bons, as professoras das escolas nos retornam sobre o bom aprendizado dos jovens”, conta o capitão, destacando que muitos dos jovens que entram para o PPCC seguem carreira militar.

E esse é o interesse de Marcus Vinícius de Oliveira, que aos 17 anos está no seu último ano de programa. “Está sendo muito bom para mim, me ajuda a saber o que vou querer para o meu futuro. Eu quero seguir a carreira militar”, destaca o adolescente.

O projeto de requalificação da Rua Paulo Barbosa foi aprovado pelo Inepac (Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural) e será apresentado agora ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). O órgão vai receber o trabalho idealizado pelo Departamento de Planejamento Urbano da Coordenadoria de Planejamento e Gestão Estratégica (CPGE) e, a partir da anuência, será elaborado o projeto executivo.

O projeto prevê alargamento e melhorias de calçadas, abrigos e baias de ônibus, instalação de bancos e pontos de jardinagem, além de soluções de acessibilidade e vagas de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência. A reurbanização deverá ser realizada de acordo com a contrapartida do empresariado local.

Na segunda fase de elaboração do projeto, empresas de telefonia e concessionárias de serviços públicos vão contribuir apontando quais elementos serão necessários levar em consideração atuação delas neste local. Essas empresas foram recebidas pela prefeitura na quarta-feira (13.03) para começar a conhecer o projeto e apresentar sugestões.

A reunião contou com a presença de representantes da Águas do Imperador, Oi, Blavi, BB Construções, Tech Cable, FSi Telecom, Jorge Simão Construção, Enel, Alta Rede e CEG. A partir de agora, o contato com elas e outras do ramo serão mais frequentes para que elas informem quais itens serão necessários observar para as obras. Além delas, a Secretaria de Obras vai indicar um servidor técnico com conhecimento da malha viária da cidade para esta etapa, para colaborar com informações para o projeto executivo.

 Uma das ideias do projeto é deixar a fiação subterrânea. Mas é preciso saber das empresas de telefonia e da concessionária de energia se será necessário instalar tubulações para passagem dos cabos, de que tipo, de que tamanho, em que posição.

Quinta, 14 Março 2019 21:01

Abertas as inscrições para o Jeups

Estão abertas as inscrições para as escolas que desejam participar dos Jogos Estudantis Unificados de Petrópolis (Jeups) neste ano. Os responsáveis pelas instituições de ensino devem comparecer na sede da Superintendência de Esportes e Lazer da cidade, que fica no Centro de Cultura Raul de Leoni, na Praça Visconde de Mauá, no Centro, ou pegar a ficha para o cadastro no site da prefeitura (www.petropolis.rj.gov.br). A competição tem início no dia 9 de maio com os jogos da fase classificatória do vôlei.

No ano passado, o Jeups igualou o número recorde de escolas participantes, que havia sido em 2002: 44 instituições. Os jogos proporcionaram para os estudantes 295 horas de atividades físicas em 895 partidas nas modalidades coletivas. Para 2019, a prefeitura quer mais alunos e colégios participando da atividade, como forma de incentivar os jovens na prática esportiva.

Serão nove modalidades na competição neste ano, sendo cinco coletivas: basquete, futebol de campo, futsal, handebol e vôlei; e quatro individuais: tênis de mesa, xadrez, judô e atletismo.

Neste ano, as instituições de ensino podem inscrever um mesmo atleta para três esportes coletivos nas categorias sub-15 e 18. A mudança atende a um pedido dos colégios menores, que contam com menos alunos e deixavam de participar de algumas modalidades por falta de participantes.

Selecionado Jeups

Outra novidade é a criação do Selecionado Jeups. Serão formadas seleções com os principais atletas das categorias sub-15 e 18 no basquete, handebol, vôlei e futsal - apenas no feminino, já que no masculino a Liga Petropolitana de Desportos representa a cidade. A ideia é que essas equipes disputem competições regionais e estaduais levando o nome de Petrópolis, como forma de incentivar a participação dos jovens no Jeups.

Notícias por data

« Março 2019 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

Alvará Online - BANNER

Casa dos Conselhos

DO

iptu

turispetro

iluminacao

balcao empregos

plano compras

portal transparencia

licitacao

Concursos

Casa dos Conselhos

ecidade

jrestaurativa

gabinete cidadania.fw

cpge

EOUVmunicipios

selo acesso_informacao.fw

cmv-logo

Relatorio CMVP